27/11/2013

Encomendas - Guloseimas para o Natal

Olá pessoal!
Espero que estejam todos bem!
Vocês já devem ter percebido que essa cozinha anda sem receitas novas, não é mesmo?
Isso se deve ao fato de estarmos próximos do Natal e, assim sendo, tenho testado várias receitas de bolachinhas e guloseimas para o Cardápio de Natal. Desde o final de Outubro, mais precisamente, iniciei os testes (e as provas, claro!) das receitas, para agora, finalmente, montar o cardápio.
Pensando bem, comecei todo o processo bem antes. Primeiro, fiz um curso de chocolate (saiba mais sobre esse assunto AQUI), onde aprendi muito e saí inspirada e com muitas de ideias. Em seguida, comecei as pesquisas e fui separando as receitas. Algumas delas eu colecionei ao longo do ano e outras eu já tinha em mente. Depois, comprei alguns produtos e utensílios em meados de Setembro, para evitar o transtorno de não encontrar algo específico para a data, como os transfers de Natal, por exemplo, que se esgotam próximo à data.
Nesse tempo, fiz receitas que não deram certo ou que não aprovei, seja pelo sabor ou pela falta de praticidade. Sim! Sou exigente: quero fazer algo gostoso, de visual diferente e que seja prático, afinal eu tenho a minha profissão e cozinho apenas nas horas vagas, então o preparo não pode ser algo muito demorado.
Ainda estou finalizando o cardápio, justamente pelo motivo descrito acima (execução nas horas vagas), porém compartilho com vocês o que já deu certo e está no Cardápio:






Assim que eu tiver mais novidades, volto aqui para contar.
Declaro aberta a temporada das Encomendas!!! Informações via e-mail cozinharehpreciso@gmail.com

Beijocas e um ótimo dia pra vcs! =)
Cintya Maria

19/11/2013

Cannoli: a receita que apresentei no 2° Encontro Gourmet

Quando recebi o convite para apresentar um dos workshops do Encontro Gourmet, pestanejei em aceitar, pois sabia que nesta edição teríamos chefs renomados e eu, uma mera aprendiz de cozinheira não me sentia digna de estar entre eles (sem falsa modéstia!). Porém, após algumas conversas com as organizadoras, me foi explicado que a proposta da Rap 10 era ter pessoas comuns, assim como eu, utilizando o produto. E esse foi o argumento que me convenceu e me levou a aceitar o convite.
Pois bem, convite aceito, restava agora escolher a receita. Várias ideias me vieram à cabeça, pesquisei bastante e optei pelo tradicional doce Italiano, conhecido como cannoli. A receita me cativou por ser algo rápido de fazer, o que seria ideal para o dia do evento, uma vez que teríamos 20 minutos para apresentar a receita. Além da praticidade, a versatilidade foi outro ponto primordial na escolha da receita, pois pensei também que, talvez, alguns participantes pudessem não encontrar tal ingrediente, necessitando assim adaptar a receita à sua região.
Para os que não conhecem, o cannoli (no singular cannolo = pequeno tubo) é uma sobremesa proveniente da Sicília, Itália. Consiste em uma massa doce frita em formato de tubo, a qual é recheada com um creme feito com ricota (ou mascarpone), com a adição de baunilha, pistache, frutas cristalizadas entre outros ingredientes.
Há, porém, outras variações da sobremesa. Nos Estados Unidos, acredita-se que o tal doce foi adaptado devido à dificuldade para encontrar determinados ingredientes, como o mascarpone, por exemplo, gerando assim uma outra versão do doce. O recheio pode variar de pudim de leite à maisena, e quando feito com a ricota, nela pode ser acrescentada a baunilha, raspas de laranja e até mesmo um pouco de canela. Pistaches fatiados, pequenos pedaços (ou gotas) de chocolate amargo e cascas de citrus cristalizados também são comumente usados, nas bordas do recheio, assim como ervas salpicadas.(fonte: Wikipédia)
Receita escolhida, hora do teste. Entre erros e acertos, finalmente ficou pronto o primeiro cannoli. Eu mal via a hora de prová-lo e saber se ele estaria à altura do evento no qual eu o apresentaria...e... bingo! Foi amor à primeira mordida! Casquinha crocante e recheio de sabor suave...! =)
Após esse passo, era apenas tirar as fotos, digitar a receita e enviar para a equipe Rap 10 e do Encontro Gourmet. E todos aprovaram!
Foi um alívio tão grande... e para mim, por incrível que pareça, o mais difícil foi a escolha da receita.
Claro, não vou negar que fiquei tensa antes de apresentá-la no workshop, mas quando me deparei com azamigaz blogueiras na platéia, tudo ficou mais fácil e muito mais prazeroso! Consegui apresentar a receita, sem nenhum vexame (creio eu) e, segundo o marido que é super suspeito, expliquei direitinho. Missão cumprida! (ou seria comprida??? rsrs).
Aproveito para agradecer às organizadoras do evento: a Sandra a Cecilia e a Dani, por esse privilégio de poder ministrar um dos workshop do 2° Encontro Gourmet. It was priceless!!! E espero, humildemente, ter correspondido às expectativas... =S

E hoje, finalmente, divido a receita e o passo-a-passo com vocês.
Torço para que gostem dessa versão e,  se criarem uma outra, ficaria feliz em saber! =) 
Cannoli
Rendimento: 20 cannolis
Inspirado na receita: http://www.youtube.com/watch?v=fRmI9vJQVXs

Massa
1 pacote Rap 10 light

Preparo da Massa
1. Forre uma assadeira com papel manteiga e pré-aqueça o forno (200°C)
2. Corte os discos de Rap 10 ao meio, procurando deixá-los todos do mesmo tamanho, e com cuidado, enrole-os formando canudos. Verifique se a parte interna do canudo está no formato adequado (= a de um tubo oco), pois se estiver amassada internamente, irá assar dessa forma e você não conseguirá rechear depois, pois a massa endurece. Se isso acontecer, enrole o cannoli novamente.
3. Depois de enrolados, disponha os cannoli lado a lado na assadeira, sem pressioná-los, tomando cuidado para não deformar os canudos.
4. Leve-os ao forno em temperatura média alta (220°C) por aproximadamente 20 minutos ou até perceber que as bordas dos canudos estão levemente douradas.

Recheio
300g de ricota fresca peneirada
150g de açúcar refinado (peneirado)
1 colher (chá) de essência de baunilha
1 colher (chá) de raspas de laranja
50g de chocolate meio-amargo (picado em pedaços pequenos)

Preparo do Recheio
1. Enquanto os canudos assam, coloque uma peneira sobre uma tigela grande. Peneire a ricota.
2. Adicione o açúcar, a essência de baunilha e as raspas de laranja. Misture tudo muito bem com uma espátula.
3. Para deixar a mistura mais homogênea, bata esse recheio na batedeira, em velocidade alta, por +/- 5 minutos.
4. Agregue os pedaços de chocolate.
5. Passe o recheio para um saco de confeitar grande, que esteja com um bico pitanga n° 3. Leve para gelar por 10 minutos.

Decoração
50g de chocolate meio-amargo derretido
40g de castanhas-de-caju picadas para polvilhar
Chocolate em pó

Preparo da Decoração
1. Forre uma assadeira com papel manteiga.
2. Enquanto o recheio gela, derreta o chocolate em uma tigela e disponha as castanhas em outra tigela.
3. Mergulhe a ponta arredondada (e não a reta que você cortou) dos canudos no chocolate derretido, salpique as castanhas e disponha os cannoli na assadeira.
4. Leve os canudos para a geladeira por alguns minutos, somente para endurecer o chocolate.

Montagem do Cannoli
1. Retire o saco de confeitar com o recheio da geladeira.
2. Preencha cada cannoli decorado com o recheio, finalizando com uma pitanga na parte frontal decorada de cada canudo.
3. Para finalizar, polvilhe o chocolate em pó sobre cada canudo (ou se preferir pode ser açúcar de confeiteiro também)

Bem, essa é a minha sugestão.
E como eu disse no workshop, você pode utilizar diversos recheios: cocada, brigadeiros diversos, doce-de-abóbora com coco, doce de leite, goiabada, creme de confeiteiro, etc etc etc...
Basta deixar a criatividade fluir e você terá uma sobremesa formidável, e o que é melhor, sem muito trabalho! ;-)

Tenham todos um ótimo dia!

Beijocas,
Cintya Maria

14/11/2013

2° Encontro Gourmet: um evento fenomenal !

Banner by: Carina Monteiro
E aconteceu no sábado, 02 de Novembro, o segundo Encontro Gourmet, evento que reúne blogueiros de gastronomia de norte à sul do país.
Desde que soube da data do encontro, fiquei na contagem regressiva... e como demorou para chegar o tão esperado dia!
Essa edição do evento foi para mim, particularmente, mais especial por algumas razões: primeiro porque eu iria rever todas as amigas e amigos com quem falo com frequência via blog ou Facebook; segundo porque eu iria conhecer alguns que não puderam participar da outra edição e terceiro porque eu iria ministrar um dos workshops. Sim! Eu recebi um convite, e quase recusei, mas acabei aceitando...

No início do encontro, desta vez, fomos recebidos uma hora mais cedo  para um delicioso e mega caprichado café-da-manhã, preparado pelos patrocinadores Fleischmann e Mococa, com o apoio do buffet Design do Sabor. Estava tudo simplesmente divino!


Além dessas mesas cheias de delícias, para manter a tradição do ano passado, havia também a mesa de quitutes feitos pelos blogueiros:

Após esse banquete inicial, tivemos a abertura oficial do encontro, feita pelos organizadores: Cecilia Padilha, do blog Yes we cook, Dani Abolin do Cinebistrot e Sandra Reis, do Caldeirão da Bruxa Solar.
Da esquerda para direita: Sandra, Cecilia, Dani e Wlad, os organizadores (e guerreiros!)
Vou contar para vocês, sobre os workshops que tivemos nesta edição.
O primeiro foi o da La Pastina, ministrado pela chef e também blogueira Bruna Leite, a qual nos apresentou uma entrada, um prato principal e uma sobremesa. Todos preparados com produtos La Pastina. Abaixo as foto dos pratos degustados:

No sentido horário: a chef Bruna, a entrada: arancini no catchup balsâmico (maravilhoso!); e de sobremesa panna cotta com calda de geleia de frutas vermelhas e grand manier

Em seguida, tivemos o tão esperado (pelo menos pra mim) workshop da Camil, ministrado por nada mais nada menos do que o chef, mega simpático e carismático, Edu Guedes.

Confesso que eu estava bastante ansiosa por  esse momento, pois  queria muito conhecê-lo e  ter o privilégio de degustar um de seus pratos. E olha...(pausa para os suspiros! rsrs) ele superou t-o-d-a-s as minhas expectativas, pois além de cozinhar super bem, ele é extremamente cativante e atencioso! Fiquei mais fã ainda!
Bem, confesso que de tão abobalhada que eu estava, eu mal conseguia prestar atenção na receita, mas como a equipe dele é 10, antes que ele começasse a preparar o prato, todos os participantes receberam um folder com a receita impressa. E o chef nos preparou um delicioso Risoto de Feijoada, o qual estava pra lá de apetitoso! Eu comeria fácil, fácil um big prato, mas pena que era apenas uma porção para degustação...

E esse foi o meu prato:

Na sequência, teve o workshop da LG, ministrado pelo chef Rodrigo Saraiva. Nele foram apresentadas dicas e receitas feitas no microondas, porém eu não pude participar, porque nesse momento eu já estava nos bastidores preparando a receita que eu apresentaria a seguir, por isso é que não tenho fotos para mostrar à vocês.
E então, chegou a vez do workshop da Rap 10, cuja receita salgada foi apresentada e preparada pela amiga e blogueira Carla Colombo, do blog Brisando na Cozinha.
Carla, minha parceira em ação - (foto: Rachel Azevedo)
A Carla mandou muito bem e apresentou um Ratatouille de potinho, que ficou show! (para quem quiser a receita, clique AQUI)
Ratatouille com Rap 10 (foto: Patrícia Guimarães)
E a versão doce do Rap 10, como eu já havia comentado no início do post, foi apresentada por essa pessoa que vos escreve...rsrs
Eu, no meu momento "Ana Maria Braga com sotaque do interiorrrrrrrr" (foto: Sandra Reis)
No início eu estava nervosa, mas aos poucos, conforme eu ia apresentando a receita eu ficava mais à vontade. E "azamigaz" blogueiras que estavam me assistindo, me ajudaram muuuuuito com o apoio moral e presencial, os quais fizeram toda diferença para mim! Fiquei extremamente feliz com a oportunidade de poder contribuir de uma maneira simples, para um evento o qual considero de grande porte. Por essa razão, eu só tenho a agradecer todazazamigaz por tudo!!!!!!
Bom, acho que vocês querem saber sobre a minha receita, certo?
Pois bem, escolhi uma receita Italiana, chamada Cannoli, e fiz uma versão Rap 10 desse doce. Esse quitute Italiano, possui também uma versão Americana.
E olha só o resultado:

Antes que vocês me perguntem, já adianto que vou fazer um post com a receita do Cannoli, uma vez que no Encontro não tivemos a degustação, apenas a demonstração da receita. Por isso, aguardem!!!
Ufa! Passado o nervosismo de principiante, pude relaxar e curtir mais um pouco do fenomenal encontro...
Participei do workshop da Borges, onde fizemos uma degustação de azeites, bastante interessante e explicativa.

Tivemos também, pelo segundo ano seguinte, o workshop da AdeS, apresentado pela amiga-blogueira Monalisa Cavallaro, do blog Diário de Receitas sem Lactose.
Monalisa e suas "ajudantes" (e também blogueiras) Adriana (blog Casa, Coisas e Sabores e Fernanda (blog Na cozinha lá de casa)
Sucos deliciosos, preparados com ingredientes inusitados e fechando com chave-de-ouro, ela ainda apresentou um docinho ma-ra-vi-lho-so feito com castanhas! As meninas arrasaram e esbanjaram simpatia.

No cair da tarde, veio o workshop mais esperado pelas meninas: o do chef Rodrigo Oliveira, proprietário do famosíssimo restaurante Mocotó. Segundo elas, o chef mais gato do encontro, porém, me desculpem, mas não faz o meu tipo...rs
Ele apresentou o workshop da Satis, o molho Shoyu da Ajinomoto, desenvolvido especialmente para o paladar e as receitas da culinária brasileira, mas eu não participei desse...
O chef, Rodrigo Oliveira (foto: Carla Colombo)
O penúltimo workshop BOS BBQ & Wessel, foi quase uma aula sobre barbecue. Nele aprendemos que barbecue é muito mais que churrasco, é um estilo único de se preparar o tradicional churrasco americano. Nesse workshop, contamos com as explicações de Gustavo Bottino, Blake Watkins e André de Luca.

E encerrando os workshops de 2013, o último foi do Café 3 corações, apresentado por Larissa Januário, do blog Sem Medida. Nele, a blogueira e jornalista trouxez dicas simples e práticas de como tirar o cafezinho da xícara e o aplicá-lo em iguarias salgadas. Simplesmente um arraso!
Linguiças caramelizadas no café e melado, cuscuz nordestino e vinagrete de maça verde (Foto: Larissa Januário)
Após o término de todos os workshops, as organizadoras prepararam uma série de sorteios de kits e brindes, enviados pelos patrocinadores. E nós blogueiros, nos divertimos muito na expectativa de ganhar um presente... Foi mais um momento muito bacana de confraternização, muita algazarra e risadas!...
Presentes entregues, hora da foto oficial dos blogueiros que participaram da edição 2013:
Os Blogueiros (Foto: Rachel Azevedo)

Mais de perto (Foto: Cíntia Sevaux)

E agora um close! (Foto Alessandra Passini Sander
E assim se deu por encerrado o 2° Encontro Gourmet, que já deixa saudades...
Além do meu profundo e sincero agradecimento às três idealizadoras Cecilia, Dani e Sandra por toda dedicação e empenho na organização deste evento, que mais uma vez estava impecável, agradeço também à todos os colaboradores e aos patrocinadores que apoiaram a realização desse evento:
Os patrocinadores 2013 (Foto: Rachel Azevedo)
Voltei para casa com o coração abastecido de afeto e tanto carinho que recebi dos amigos e amigas que (re)encontrei.  E àqueles com os quais não tive tempo de conversar ou conhecer melhor, peço desculpas e me comprometo a reparar este erro na próxima edição.
O porta-malas também voltou lotado com os kits que cada blogueiro ganhou na saída do evento!
Despensa e coração cheios, mais perfeito impossível! =)
Os kits que ganhamos ainda nas sacolas
E aqui, todos na mesa! =)
Termino esta longa e cansativa postagem fazendo a contagem regressiva para o Encontro Gourmet 3!!!
Ainda estou em êxtase...

Beijocas e até mais!
Cintya Maria

24/10/2013

Pão de Atum

Dias atrás recebi da Goiás Verde e Tetra Pak, um kit de produtos, composto por: molho de tomate, seleta de legumes, milho verde, ervilha e duo (milho e ervilha juntos) e no mesmo instante eu soube como usá-lo: em uma torta salgada ou pão. Resolvi fazer pela segunda vez uma receita da minha amiga Josy, do saboroso blog Cozinhando com Josy. Digo segunda vez porque assim que ela postou a receita eu fiquei com água-na-boca e resolvi testar... Não consegui tirar fotos, porque ficou tão bom que devoramos todo o pão! Nem uma migalha pra contar história e fazer um post decente, compartilhando essa delícia com vocês.
Por isso, desta vez, tomei muito cuidado e fiz as fotos assim que o pão ficou pronto, para não correr o risco de passar pela mesma situação outra vez.
Pão de Atum
Receita quase nada modificada DAQUI

2 xíc. (chá) de farinha de trigo
1 xíc. (chá) de leite
1/2 caixinha de creme de leite 
3/4 xícara (chá) de óleo de milho ou canola
3 ovos inteiros
sal a gosto
1 colher (sopa) de fermento em pó para bolos

Recheio
2 latas de atum sólido (despreze o óleo)
1 caixinha de milho verde 
1/2 lata de ervilhas (não coloquei pq o marido não gosta muito)
1/4 xícara (chá) de azeitonas pretas picadas (usei verde, que era o que eu tinha)
1/2 caixinha de creme de leite
1 tomate bem maduro picadinho
1 cebola picada
100g de muçarela em cubos
Sal, azeite e salsinha picada a gosto
Queijo ralado ou salsinha para decorar

Preparo 
1. Faça o recheio. Em uma tigela grande misture todos os ingredientes (o atum, o milho, as azeitonas, o creme de leite, o tomate, a cebola e a salsinha) e reserve. (A Josy refogou todos os ingredientes e eu optei por colocá-los crus mesmo, pois prefiro assim).
2. Para a massa, bata todos os ingredientes no liquidificador.
3. Unte uma forma de bolo inglês com margarina e farinha de trigo e despeje metade da massa.
4. Distribua o recheio e sobre ele coloque os cubos de muçarela.
5. Despeja o restante da massa, salpique o queijo ralado (ou a salsinha) para decorar:
Na primeira vez decorei com salsinha, desta vez usei queijo ralado
6. Leve ao forno pré-aquecido (180°C) por aproximadamente 45 minutos ou até que o pão esteja dourado.
7. Sirva imediatamente! E bom apetite!!!

E aqui está kit que recebi... (o milho já foi...)

Obrigada à Goiás Verde e Tetra Pak pelo presente e à miga Josy pela deliciosa receita!

Um ótimo dia à todos!
Beijocas,
Cintya Maria

17/10/2013

Risoto de Frango & Azeitonas Pretas

Saiu mais um risoto de minha cozinha! Acho que depois que ganhei o livro com o mesmo título, no Encontro Gourmet, no ano passado, perdi o medo de fazer esse prato tão simples e que nos proporciona inúmeras combinações. E é por isso que esse prato me cativa!
Desta vez, usei frango e azeitonas pretas. Preciso dizer que ficou bom? Pois bem, eu digo e repito: ficou muito bom. A receita, usei a mesma desse risoto aqui, pois é a medida certa para duas pessoas.

Risoto de Frango & Azeitonas Pretas

04 xíc. (chá) de água filtrada
01 cubo de caldo de legumes
01 colh. (sopa) de manteiga
01 cebola média picada em cubinhos
02 dentes de alho picadinhos
01 tomate bem maduro picado em cubos
3/4 de xíc. (chá) de arroz carnaroli
1/2 de xíc. (chá) de vinho branco seco
3/4 de xíc. (chá) de peito de frango cozido (na panela de pressão, com água e sal) e desfiado
1/2 xíc. (chá) de azeitona preta fatiada
1/2 de xíc. (chá) de queijo meia-cura ralado
Salsinha a gosto (opcional)
Sal (apenas se necessário) e pimenta-do-reino a gosto

Preparo
1. Misture o caldo de legumes em 4 xícaras (chá) de água e leve ao fogo baixo até aquecer bem. (mantenha a água aquecida durante todo o processo).
2. Em uma panela, derreta a manteiga e frite o alho e a cebola rapidamente. (não deixe o alho dourar!)
3. Junte o arroz e toste-o por aproximadamente 1 minuto, para que os grãos fiquem cobertos por uma camada de gordura, a qual evitará que o líquido seja absorvido rápido demais.
4. Acrescente o vinho branco. 
5. Assim que o vinho secar, adicione, com o auxílio de uma concha, o caldo de legumes quente, aos poucos, mexendo sempre, para evitar que o arroz grude na panela e, para que o contato de todos os grãos com o líquido seja maior, aumentando também a cremosidade do prato.
6. No meio do cozimento do arroz, acrescente o tomate e o frango desfiado, misturando-os delicadamente.
7. Continue adicionando o restante da água, aos poucos e mexendo suavemente.
8. Acrescente a salsinha (opcional)
9. Quando o arroz estiver macio e com pouco líquido, desligue o fogo e acrescente o queijo, misturando até derreter e o risoto ficar cremoso.
11. Adicione a azeitona preta e a salsinha.
12. Tampe a panela e deixe o risoto descansar por 1 ou 2 minutos, para atingir o ponto perfeito.
13. Sirva imediatamente.


Bom apetite!
Beijocas,
Cintya Maria

16/10/2013

8° World Bread Day - Pão de Aveia, Mel & Coco

Hoje, é o dia mundial do pão (World Bread Day) e para comemorar essa data, toda a blogsfera se reúne e coloca a mão na massa. E este, é o 8° ano dessa comemoração, uma iniciativa que partiu do blog Kochtopf, no ano de 2006.
Pela primeira vez, o blog Cozinhar é Preciso participa e celebra desse dia que homenageia esse alimento essencial em nossas vidas.
Como todos sabem, sou apaixonada por pães caseiros e esse é um dos motivos que me levaram à ficar atenta à data dessa blogagem coletiva. E quase que eu não consigo, viu? O dia foi tumultuado por aqui, mas ainda bem que deu tempo! Ufa!
Como de costume, usei a minha MFP (máquina de fazer pão) para fazer a massa. Já a modelagem fiz à mão e assei em forno convencional.
A escolha da receita foi por um pão integral simples, porém muito macio e que leva ingredientes pelos quais sou apaixonada: a aveia e o coco.
Espero que vocês testem e se apaixonem, assim como eu!

Pão de Aveia, Mel & Coco
Receita quase nada adaptada DAQUI

1 1/3 copos de água (320ml)
1 1/2 colh. (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
1 1/2 colh. (chá) de sal
2 colh. (sopa) de mel
1 colh. (sopa) de melado
2/3 copo de aveia em flocos (160ml)
4 colh. (sopa) de coco ralado levemente tostado
2 1/2 copos de farinha de trigo (600ml)
1 copo de farinha de trigo integral (240ml)
1 1/2 colher (chá) de fermento biológico seco instantâneo

Preparo
1.Retire a forma de dentro da máquina.
2. Adicione todos os ingredientes na ordem acima, primeiro os líquidos e depois os sólidos, terminando com o fermento.
3. Recoloque a forma na máquina. Feche a tampa e selecione o ciclo Massa.
4. Depois do BIP final, transfira a massa para uma superfície polvilhada com farinha de trigo e modele os pães no tamanho desejado.
5. Coloque o pão em uma forma untada e enfarinhada.
6. Pincele um pouco de leite sobre o pão e salpique aveia por cima.
7. Deixe crescer por uns 20 minutos.
8. Asse em forno médio (180º), já pré-aquecido até o pão ficar dourado.

Beijocas e até mais!
Cintya Maria



14/10/2013

Curso de Chocolate

Eu ando num ritmo tão frenético de compromissos e trabalho, que mal estou tendo tempo para postar tudo (ou quase tudo) o que sai da minha cozinha ou tem relação com o blog.
E é por essas e outras que venho contar somente hoje sobre um curso sensacional que fiz em Agosto: o Módulo I - Chocolates, da Divas Chocolatria.
Em 2010, conheci virtualmente o irresistível blog da Simone Izumi e já de início me identifiquei, pois temos a mesma paixão: o chocolate! Através do blog, tive conhecimento dos cursos e esperei o momento certo para fazê-lo.
Numa manhã de sábado, parti para a capital com a cabeça cheia de dúvidas, as quais surgiram quando resolvi comercializar, pela primeira vez, guloseimas de chocolate na Páscoa.
E foi pensando em evitar transtornos e sofrimentos futuros, que resolvi fazer o curso de chocolate, pois nada melhor do que um aprendizado / aperfeiçoamento com um profissional extremamente capacitado. Portanto, as minhas expectativas eram muitas.
Chegando no local, que por sinal é de fácil acesso, até mesmo para uma pessoa como eu que não possui tanta prática em dirigir em SP, encontrei as minhas colegas de turma e começamos a conversar. Eu estava tensa, com medo de que todas tivessem muita experiência no assunto e eu ficasse para trás. Ledo engano! Algumas eram boleiras, outras não tinham nenhum tipo de conhecimento, outras até possuíam alguma experiência, mas nada que fosse realmente fazer a diferença durante a aula. Me senti aliviada!
Eis que chega a nossa mestra Simone, uma pessoa muuuuuito carismática, alto-astral e que ama o que faz. Nota-se no primeiro momento a sua paixão pelo "Santo Theobroma Cacao", mais popularmente conhecido por nós como "chocolate". E isso contagia, viu?
Ela inicia o curso com a teoria, a qual nos é transmitida em detalhes, trazendo informações preciosas. E após absorvermos o conteúdo (ou pelo menos tentarmos), vamos à prática, que é de fato a parte mais esperada por todas as alunas, e a mais divertida, diga-se de passagem! rsrs.
A seguir, deixo algumas fotos para vocês:

À esquerda, Simone Izumi com a mão na massa, ops, na trufa. E à direita as alunas praticando
Bowls com chocolate derretido (não dá vontade de pular dentro? rsrs) e exemplos de decoração com chocolate branco


À esquerda, a linda cozinha. Nos suportes pink e laranja, Trufas de Limão Siciliano
Fudges de Chocolate

Copinhos de Cointreau
Eu (1a. à esquerda) e a turma toda reunida depois do trabalho realizado!
E antes que vocês me perguntem... sim, as minha dúvidas foram todas resolvidas! O curso é espetacular e é claro que eu recomendo!!!
Agora, rumo ao Módulo II. =)

Beijocas,
Cintya Maria

PS: a gente come muito durante o curso, viu? E além disso, levamos as guloseimas para casa... uma perdição até para aqueles que não são chocólatras! rsrs

10/10/2013

Bolachinhas com Goiabada

E não tem só chocolate nesse blog, não!
Hoje tem goiabada? Tem sim senhor!...Só que na bolachinha, o que é melhor ainda, não acham?
Resolvi fazer essas bolachinhas, inspirada na chegada da primavera, essa estação multi-cor que eu adoro!
A escolha da receita foi pelo "recheio", ou seja, pela goiabada. Mas a massa não deixa à desejar: ela fica pronta num instantinho, é muito prática de se trabalhar e possui um sabor bem suave. Depois de assada, a bolachinha adquire uma leve crocância e a goiabada se derrete quase que por completo.
Que tal chamar a criançada, já que estamos no mês delas, para colocarem a mão na massa?

Bolachinhas com Goiabada
Receita do Livro Dona Benta (pág. 852)

3/4 de xíc. (chá) farinha de trigo
1/4 de xíc. (chá) de açúcar
2 colh. (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
2 ovos
1 colh. (chá) de fermento em pó
Goiabada

Preparo
1. Peneire a farinha, o fermento e o açúcar. Reserve.
2. Junte os ovos e a manteiga à mistura dos secos e amasse até que a massa fique homogênea e solte das mãos.
3. Abra a massa com o auxílio de um rolo sobre uma superfície polvilhada com farinha.
4. Corte as bolachinhas com um cortador próprio para bolachas, no formato de sua preferência. Se você não tiver cortador, use a boca de um cálice para fazer as bolachinhas.

5. No meio de cada bolachinha, coloque um pedaço de goiabada.
6. Forre uma assadeira com papel manteiga e distribua sobre ele as bolachinhas.
7. Leve ao forno pré-aquecido (200°C) por aproximadamente 20 minutos ou até perceber que as bordas estão douradas.
8. Guarde as bolachinhas em um pote bem fechado.

Não ficaram fofinhas? Espero que tenham gostado!

Tenham um ótimo dia! =)
Beijocas,
Cintya Maria