19/12/2014

Especial de Natal ~ Ideias de presentinhos

Olá pessoal!
E o natal está chegando...
Portanto é hora de ir para a cozinha e fazer biscoitinhos! Eu adoro fazê-los e comê-los!!! =)
Separei algumas receitas aqui do blog para inspirar vocês. Eu já escolhi o que vou fazer para presentear as pessoas que amo! (depois eu mostro, ok?)
E você, fará algum presentinho do tipo "faça você mesmo" neste ano?
Se o problema era a falta de ideias ou opções, deixo os links abaixo para vocês espiarem e colocarem a mão na massa literalmente. Garanto que você não irá se arrepender!


Tenham todos um lindo dia!
Beijocas,
Cintya Maria

10/12/2014

Sorvete de Creme e um investimento

Olá pessoal!!!
Saudades do meu cantinho aqui...
Hoje inauguro um novo marcador aqui no blog: sorvete.
Sim, a partir de agora trarei receitinhas mais refrescantes, como sorbets, frozen yogurts e sorvetes.
E tudo isso graças à minha mais nova aquisição: uma sorveteira!
Decidi comprá-la para fazer um agrado ao marido, que é fã incondicional de sorvete. Eu até aprecio, mas se não tiver a tal sobremesa gelada aqui em casa, não sinto falta, sinceramente. Entre um bolo e um sorvete eu fico com o bolo. O sorvete é uma das últimas opções que eu escolheria como sobremesa, acreditam? Pois é, essa sou eu...rs
Pois bem, quem me acompanha no Instagram (sim, agora estou por lá também!), viu que postei um mini-vídeo da sorveteira trabalhando (se você perdeu, passa lá para espiar!).
Fiquei devendo a receita, que aliás foi tirada do livro que vem junto com a sorveteira, não são muitas, mas são muito boas e dá para usar a criatividade e alterar os ingredientes, aumentando assim a possibilidade de combinações de sabores. #cabeçafervilhandodeideias
Bom, agora a minha opinião: a máquina é ótima e super simples de usar, possui apenas um botão o de liga-desliga. Recomendo a aquisição para aqueles que amam um sorvetinho. O resultado final é surpreendente principalmente pela cremosidade. Vale muito a pena e o investimento!!! #cozinharehprecisorecomenda
Agora sem mais delongas.
Sorvete de Creme (na sorveteira)
Receita do livrinho da Arno

500 ml de creme de leite fresco
06 gemas
150g de açúcar refinado
250 ml de creme de leite (lata)
01 colh. (café) de essência de baunilha (opcional; eu não coloquei)
confeitos de chocolate a gosto (opcional; usei flakes de chocolate ao leite da Callebaut)

Preparo
1. Aqueça o creme de leite fresco em uma panela sem deixar ferver.
2. Em um recipiente, bata as gemas e o açúcar até ficarem esbranquiçados (usei a batedeira).
3. Adicione lentamente o creme de leite fresco aquecido sobre as gemas batidas com o açúcar, sem parar de bater, até obter uma mistura homogênea.
4. Coloque a mistura em uma panela, leve ao fogo sem deixar ferver e continue mexendo até engrossar.
5. Retire do fogo, acrescente o creme de leite (lata), mexa até ficar homogêneo. Deixe esfriar na geladeira.
6. Bata a mistura na sorveteira durante 25 minutos.
7. Coloque o sorvete em um recipiente com tampa e leve ao freezer.
8. Sirva a seguir, da maneira que preferir: em taças, tigelinhas, casquinha etc.
Solte a sua imaginação! =)

E antes que me perguntem, aqui vai uma foto da sorveteira:
Em tempo: peço desculpas pelas fotos, pois ainda não peguei o jeito de tirar fotos decentes de sorvete. Prometo melhorar mais, ok?

Espero que tenham gostado.
Beijocas e um ótimo dia para vocês! =)

Cintya Maria

02/12/2014

Panetone Caseiro na MFP... e o Natal se aproxima!

E Dezembro chegou! Que alegria!!!
Para mim esta é uma das épocas mais bonitas do ano!
Adoro o clima de preparação, decoração e o espírito de Natal que paira no ar! Outro dia assisti à um vídeo de uma jornalista criticando a mudança no comportamento das pessoas durante esse mês, pois para ela isto deveria ocorrer o ano todo... Concordo, porém em partes. Prefiro dizer pensar que vale muito a pena melhorar suas atitudes nem que seja uma vez ao ano. Mudança de comportamento não é fácil. Descartar velhos hábitos e adquirir novos custa, mas é recompensante! Ao invés de ficar discutindo o meu ponto de vista aqui, vou deixar-lhes um pensamento que conheci através de minha mãe e hoje divido como vocês, pois ele exprime como penso...

"Se não houver frutos, valeu a beleza das flores; se não houver flores, valeu a sombra das folhas; se não houver folhas, valeu a intenção da semente." (Henfil)

E é assim que quero iniciar um dos meses mais bonitos do ano! Nesse clima de positividade e esperança! Desejo à todos que Dezembro seja mágico e que possamos, nem que seja apenas uma vez, realizar algo de bom!

Para abrir a temporada de receitas Natalinas, trago-lhes um Panetone. A receita veio da cozinha da amiga Carla Maicá, do blog Cucina Artusiana, o qual é especializado em receitas italianas.
Esse foi o primeiro panetone que fiz e presenteei meus pais, pois eles amam o bom e velho panetone. Para o meu paladar chocólatra, o chocotone é mais adequado, mas esse vou deixar para uma próxima postagem, ok?
Panetone na MFP* (* Máquina de Fazer Pão)
Receita DAQUI

01 ovo grande batido
200 ml de leite
raspas de 01 limão + raspas de 01 laranja (eu usei 1 colher de sopa de essência de panetone)
02 colheres (chá) de essência de baunilha
50 gramas de manteiga sem sal - temperatura ambiente
1/2 colher (chá) de sal
1/2 colher (chá) de noz moscada - ralada na hora
500g de farinha de trigo
100g de açúcar
1 1/2 colher (chá) de fermento biológico seco
200 gramas de frutas secas e uvas-passas (usei apenas uva-passa, que era o que eu tinha em casa).
60ml de rum.

Preparo
1. Em um recipiente coloque as frutas e o rum. Reserve.
2. Retire a forma da máquina e encaixe a espátula para sovar.
3. Coloque os ingredientes na forma e selecione o programa Massa.
4. Quando ouvir o bip da máquina acrescente as frutas embebidas no rum.
5. Espere o ciclo terminar e coloque a massa em uma superfície polvilhada com farinha.
6. Faça uma bola (ou duas, dependendo da forma) e coloque em uma forma untada com manteiga e forrada com papel manteiga ou se preferir, naquelas formas de papel próprias para panetone.
7. Cubra com um plástico e deixe crescer em local quente, até a massa alcançar a borda do papel.
8. Asse em forno pré-aquecido a 200ºC por aproximadamente 40 minutos.
9. Depois de assado, deixe esfriar sobre uma grade.
10. Se desejar, polvilhe com açúcar de confeiteiro e decore com um laço.


Em tempo... Peço desculpas pelo sumiço no mês passado. Estou fazendo um curso de aperfeiçoamento e estou com novos projetos no meu trabalho, por isso o meu tempo está escasso. O pouco que me sobra tenho aproveitado para curtir a família, que aumentou com a chegada do meu 1° sobrinho e primeiro neto para meus pais!!! Ele se chama Lucas e estou apaixonada!!! (já perceberam que fiquei coruja, né? rsrs)

Bom por hoje é só! O tempo urge... queria ficar por aqui mais um pouco, mas não posso, me perdoem.

Espero que tenham gostado da receita. Outras virão, eu prometo!

Mil beijos e um ótimo dia à todos!!!
Cintya Maria

31/10/2014

Cupcakes de Chocolate & Coco para o Halloween e um mea culpa

Boo!... It's Halloween!
E o que essa data "importada" tem a ver conosco?
No meu caso particularmente, por ser uma English Teacher, não posso deixar essa data passar em branco, não é mesmo?
Além do mais, as comidinhas e as decorações deste dia são muito fofas! Quem resiste? Tudo é pretexto para inventar moda! hehehe...
Bom, antes de lhes passar a receita, preciso ser muito, muito sincera com meus leitores e leitoras e fazer uma confissão: a receita de hoje eu a testei no Halloween do ano passado! =S Me julguem, no problem.
No ano passado, eu me esforcei para presentear os meus students com um mimo e eles nem precisaram dizer "trick or treat"; eu já fui logo dando o "treat" rsrs... A correria foi tanta, que não consegui postar na data certa... e o Halloween passou e eu tive que esperar um ano para poder dividir com vocês. Sim, sou paciente! Ainda bem que salvei as fotos, inclusive do passo-a-passo hehehe... (acho que agora estou perdoada, não?) Então, agora que eu já fiz o mea culpa, vamos à receita!
Desta vez, fiz um mix de receitas do delicioso blog Fofurices, da talentosa Sam. A massa e o recheio vieram desse cupcake aqui , já a cobertura de buttercream é deste outro cupcake. Resultado: combinação perfeita, na minha opinião! E antes que eu me esqueça, não sou fã de buttercream, mas esse é delicioso!!!!!!!Vai por mim...rsrs

Cupcake de Chocolate & Coco
Receita DAQUI
Rendimento 8-12 cupcakes

1 ovo
4 colheres de sopa de óleo
170g de iogurte natural (= 1 potinho)
1 xíc. (chá) de açúcar
1 colh. (sopa) de essência de baunilha (pode ser extrato também)
1 pitada de sal
6 colh. (sopa) de cacau em pó
1/2 colh. (chá) de bicarbonato de sódio
1/2 colh. (chá) de fermento em pó
1 xíc. (chá) de farinha de trigo

Preparo
1) Preaqueça o forno (180°C). Coloque as forminhas de papel na forma de cupcake.
2) Em uma tigela grande, junte o cacau, o sal, o bicarbonato, a farinha e o fermento e peneire 2 vezes. Reserve.
3) Em outra tigela, misture o ovo e o óleo e com a ajuda de um fouet (batedor de arame) bata até formar um creme. Adicione o iogurte, a baunilha e o açúcar e misture bem.
4) Às colheradas misture os secos à mistura de iogurte. Bata bem até que a mistura esteja homogênea. É uma mistura mais liquida. Não se preocupe. ;-)
5) Preencha 3/4 das forminhas de papel e leve para assar por 20-25 minutos. Faça o teste do palito para ver se os cupcakes estão prontos mesmo. Deixe esfriar na assadeira por 5 minutos e depois transfira-os para uma grade para que esfriem completamente.

Recheio - Ganache de Coco
300g de chocolate branco
130g de creme de leite (usei o de caixinha)
125g de coco em flocos sem açúcar hidratados em 50ml de leite de coco (misture os dois e deixe descansando por 30 minutos)

Preparo do Recheio
1) Pique o chocolate branco e derreta-a no micro-ondas, na potência média, por 30 segundos. Repita esse processo (de 30 em 30 segundos) até que 100% esteja derretido.
2) Após esse processo, adicione o creme de leite e mexa delicadamente ate obter uma mistura homogênea. Acrescente o coco hidratado, misture novamente para uniformizar e cubra a ganache com plástico filme e deixe descansar por 30 minutos.
3) Depois leve à geladeira até começar endurecer as bordas. (respeite esse tempo ou a ganache ficará muito dura, ok?)

Recheando o Cupcake

Atenção: para rechear, use um saco de confeitar (pode ser o descartável) com um bico perlê 1A. Se não tiver o bico, corte a boca do saco de confeitar descartável do tamanho da cavidade do cupacake a ser recheado.

1) Prepare o saco de confeitar com o bico e coloque a ganache nele.
2) Com o auxílio de um descaroçador de maçã, retire o miolinho para rechear os cupcakes. (vide foto abaixo)
3) Recheie o cupcake com a ganache e ultrapasse a borda do cupcake (vide foto abaixo).
Cobertura - Buttercream de Chocolate
Receita DAQUI

100g de manteiga com sal (Vai na fé! É isso mesmo!)
100g de manteiga sem sal
1/2 xíc. (chá) de glaçúcar peneirado
1 colh. (sopa) de extrato de baunilha
150g de chocolate meio-amargo picado

Preparo
1) Derreta o chocolate no micro-ondas ou em banho maria. Reserve.
2) Em uma batedeira bata a manteiga em velocidade alta até ficar esbranquiçada, junte o açúcar e a baunilha e bata por mais 4 minutos.
3) Misture o chocolate derretido (frio) a mistura de manteiga, bata em velocidade alta. (Pode ser que nessa etapa sua cobertura já esteja prontinha para usar. Se estiver bem firme já pare por aqui!)
4) Leve ao freezer por 15-20 minutos. 
5) Bata novamente por 2 minutos (vai ficar bem fofinho).
6) Com um bico de confeitar (pitanga ou o qual você preferir) faça a voltinha nos cupcakes.
7) Salpique confeitos do tipo miçanga sobre o buttercream e enfeite como preferir.
E antes que eu me esqueça: Happy Halloween!!! =)

Beijos,
Cintya Maria

22/10/2014

Scones de Laranja & memórias afetivas

A receita de hoje me remete ao ano de 2003, quando recebi em casa (digo, na de meus pais, pois eu ainda era solteira) a minha penfriend (= amiga por correspondência).
Tudo começou em 1991, quando eu ainda estava no colegial (sim, naquela época falávamos colegial e não ensino médio rs). Um belo dia, a minha professora de inglês perguntou se alguém queria se corresponder via carta com pessoas de outros países para praticar o inglês.
Eu nem pestanejei e de imediato me ingressei no IYS (International Youth Service), uma associação Finlandesa, onde pessoas do mundo todo se correspondiam através de cartas para fazerem amizades e praticarem um idioma. Talvez fosse a rede social da época ou o whatsapp rsrs.
Bom, primeiramente enviei uma carta para a minha penfriend dos EUA, mas ela nunca me respondeu... =( Acho que escrevi tão errado que ela assustou rsrs. Fiquei triste e decepcionada por ficar sem resposta, mas depois de um tempo recebi uma carta da Áustria, e durante todo o ano de 92 me correspondi com uma Austríaca. Infelizmente, quando enviei o cartão de Natal para ela naquele mesmo ano, nunca mais tive notícias...
Eis que em Janeiro de 1993 recebo a primeira carta de uma Britânica chamada Philippa, a Pippa. Foram anos e anos de correspondência e muitas cartas depois, em 2003 ela veio para o Brasil. Durante sua estadia, aprendi tantas coisas... E num belo dia, pedimos à ela que nos cozinhasse algo tipicamente Britânico. Foi quando fui apresentada pela primeira vez aos scones. Ela nos preparou esses delicados pãezinhos e os serviu com chantili e geleia de morango. E eu, claro, fiz brigadeiro para ela rsrs...
Depois de aproximadamente 1 mês em casa, ela voltou para a Inglaterra e dois anos depois voltou a nos visitar, em 2005, o que nos deixou felizes pois acho que ela não voltaria se não tivesse gostado rsrs. Depois dessas visitas, eu finalmente fui para o Reino Unido, em 2006, realizando um dos grandes sonhos que sempre tive,  em um dos momentos mais difíceis da minha vida, pois o meu pai perdera quase tudo devido à um de seus maiores clientes. Esse golpe nos deixou sem recursos nenhum e por anos à fio e ainda hoje carregamos esse fardo. Mas isso não vem ao caso, o que eu quero dizer é que mesmo nas tempestades é possível ter um arco-íris! Fiquei quase 40 dias no Reino Unido com a Pippa e pude conhecer sua família, seus amigos e seu avô, o Harry, por quem me apaixonei! Uma pessoa linda e sábia, simplesmente adorável! Pude visitar não somente a Inglaterra, mas um pedacinho do País de Gales e também da Escócia. Contrariando o que dizem algumas pessoas, os ingleses não são fleugmáticos (bonita palavra, não?), aliás não gosto de esteriótipos desse tipo. Para a frieza que eu esperava, fui muito bem acolhida e amada pelos familiares dela. Penso muito em voltar, para ainda dar tempo de visitar o avô dela que ainda é vivo e que, creio eu deva estar com mais de 95 anos. Vamos ver se consigo visitá-los. O único problema é que atualmente a minha amiga está morando em Washington, nos EUA, e eu sempre me divido: não sei se vou para os EUA, lugar onde nunca estive ou se volto para a Reino Unido... Ó dúvida cruel... dilemas, dilemas...
Bom, voltando ao assunto, sempre que é possível, e agora as tecnologias nos aproximam cada vez mais, Pippa e eu nos falamos via Internet. Nosso último bate-papo foi durante a Copa, no jogo em que a Inglaterra foi eliminada. Ela estava em um pub nos EUA falando comigo aqui no Brasil e ao mesmo tempo com o irmão na Inglaterra. Num certo momento da conversa comentamos: que fantástica essa internet! E nesse mesmo dia, falamos também de comida,  de chefs favoritos etc. Ela, sabendo do meu aniversário em Agosto, disse que me enviaria um livro de receitas, de uma autora que a mãe dela gosta muito:  Marguerite Patten, uma cozinheira que ficou famosa em programas de culinária na TV, no final dos anos 40.
O livro chegou antes do meu aniversário, confirmando a pontualidade Britânica de minha amiga.
Desde então, venho folheando esse magnífico livro, o qual trouxe para dentro de minha casa um pouquinho de um país que gosto tanto.
O livro Marguerite Patten's Best British Dishes é puro deleite! Agradeço mais uma vez à minha amiga  Pippa por me fazer sentir em terras Britânicas!
E é com muito carinho e com o coração transbordando de alegria, que reproduzo essa receita!
 Scones de Laranja
Receita levemente adaptada do maravilhoso Marguerite Patten's Best British Dishes
Tempo de preparo: 10 minutos
Rendimento: 12 a 18 unidades

225g de farinha de trigo com fermento*
1 pitada de sal
50g de manteiga em temperatura ambiente
50g de açúcar refinado
150ml de leite integral, também em temperatura ambiente
Raspas de 2 laranjas

Preparo
1. Em uma tigela média, peneire juntos a farinha de trigo com fermento e o sal.
    1.1{se vc não tiver farinha de trigo com fermento, não tem problemas. Basta adicionar à farinha de trigo sem fermento 2 e 1/2 colheres (chá) de fermento em pó (tipo Royal), ok? Cuidado para nivelar bem o fermento, não coloque nem demais nem de menos}
2. Acrescente a manteiga na mistura de farinha e sal, adicione o açúcar, o leite, as raspas de laranja e misture tudo até obter uma massa leve, a qual consegue-se abrir com o rolo.
3. Abra a massa sobre uma superfície enfarinhada, na espessura de +/- 2cm, e corte-a com o auxílio de um aro redondo ou, caso não possua esse utensílio, utilize a boca de um copo para cortar a massa.
4. Coloque os discos de massa sobre uma forma não-untada (vai bastante manteiga na massa, por isso não há necessidade de untá-la).
5. Leve ao forno preaquecido (220° C) e asse os scones por 10 minutos ou até que a lateral deles esteja firme quando pressionada gentilmente.
6. Após assados, deixe-os descansando sobre uma grade.
7. Sirva-os com manteiga, geleia ou o que preferir.

Bom apetite!
Um ótimo dia à todos!
Cintya Maria

PS: segue um vídeo fofo da Marguerite cozinhando para um programa da BBC.



16/10/2014

Espiral de Chocolate & Pecãs #wbd2014

Para celebrar o Dia Mundial do Pão (World Bread Day), promovido pela Zorra trago-lhes esta Espiral de Chocolate e Pecãs.
Separei essa receita que traz um dos meus ingredientes favoritos, senão o mais favorito de todos: o chocolate! E juntando duas coisas que adoro, pão + chocolate, só poderia resultar em algo delicioso. As nozes pecãs coroam essa espiral, perfeita para um chá-da-tarde ou um café-da-manhã um pouco mais elaborado. Simplesmente apaixonante!
Vamos conferir a receita?
Espiral de Chocolate & Pecãs
Receita - levemente adaptada - do livro  200 receitas de pães tentadores (pág. 176)
Rendimento: 1 unidade

Para a massa
02 ovos batidos
175 ml de leite (usei o integral)
45g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
1/2 colh. (chá) de sal
500g de farinha de trigo
50g de açúcar refinado
1 e 1/2 colh. (chá) de fermento biológico instantâneo (tipo Fermix)

Recheio
02 colh. (sopa) de açúcar
125g de chocolate meio amargo picadinho
125g de nozes pecãs picadas grosseiramente
1 gema de ovo para pincelar (não usei, substitui por leite)

Preparo na MFP (máquina de fazer pão)
1. Retire a cuba da máquina e encaixe a pá de sovar
2.Coloque os ingredientes da massa seguindo a ordem acima.
3. Encaixe a cuba na máquina, feche a tampa e selecione o programa Massas.
4. Após o tempo de preparo (na minha MFP, 1h30), retire a massa e coloque-a em uma bancada polvilhada com farinha de trigo.
5. Abra a massa em um quadrado de aproximadamente 28cm.
6. Salpique sobre ela o açúcar, o chocolate e as nozes.
7. Enrole a massa e ponha-a em um forma de bolo inglês (de 1,8 lt) untada.
8. Cubra com filme de PVC e deixe crescer em local quente por 30 minutos, ou até a massa alcançar a borda.
9. Após o passo acima, pincele leite sobre o pão e leve ao forno preaquecido (200°C) por 35-40 minutos ou até que a superfície esteja dourada.
10. Retire o pão da forma e deixe-o descansando sobre uma grade.

E se você também quiser participar e enviar a sua receita de pão, ainda dá tempo. O prazo final é dia 17/10. Acesse o link: http://www.kochtopf.me/announcing-world-bread-day-2014 e siga as instruções!

Tenham todos um ótimo dia!
Cintya Maria

PS: Ah! Novidade para vocês!!! Agora temos um perfil no Instagram @cozinharehpreciso. Siga e não perca nada! (ainda não publiquei nada por lá, porque criei o perfil hoje rsrs)

08/10/2014

Batatas ao Forno

Olá pessoal! Como estão?
É incrível como o tempo tem passado rápido. Custo a acreditar que já estamos em Outubro! Isso me causa uma certa angústia, pois é sinal de que mais dia, menos dia, virei aqui lhes desejar Feliz Natal!
Sei que essa sensação é devido ao volume de coisas que temos (ou arranjamos) para fazer, e gostaria que os  dias fossem mais longos, para poder aproveitá-los melhor. Tenho essa ilusão quando chega o horário de verão, onde tenho a sensação de que os dias são mais longos. Eu particularmente adoro essa época, pois acordo muito mais disposta, diferente de muitos que acordam cansados. No verão fico muito mais ativa, levanto rapidamente da cama e, só de pensar nisso já fico animada! Olha só a conversa mudando de rumo..rs
Voltando à questão do tempo, quando disse no parágrafo acima que gostaria de aproveitar melhor o meu tempo, é porque tenho consciência de que quero fazer muito mais daquilo que consigo. Se tem algo que está me incomodando ultimamente é a falta de tempo, a qual está atrelada à minha desorganização, admito. Virginiana nata, sempre fui extremamente - eu diria até demasiadamente - organizada. Eu era aquela que chegava do colégio e guardava tudo. Meu quarto estava sempre impecável e se alguém mexesse em minhas coisas (leia-se invasão de irmão mais novo), eu sabia. Como? Porque ninguém conseguia colocar as coisas de volta de acordo com o meu grau de organização. Meu guarda-roupas, por exemplo, sempre teve as roupas arquivadas e não guardadas rsrs. Eu separava as peças por tamanho, por cor e por estação do ano. Já os documentos, todos em pastas distintas e dentro delas plásticos com sub-divisões. Vocês devem estar pensando: é uma louca, ou tem TOC, só pode! Não, nem um e nem outro. sempre gostei de arrumar e, pasmem, sinto prazer nisso!
Depois de uns bons anos, a minha vida foi mudando e hoje invento tenho cada vez mais atribuições e por essa razão, temos que abrir mão de certas coisas. Foi o que aconteceu comigo. Casei, assumi mais um papel, o de dona de casa e, como se não bastasse, resolvi ter o meu próprio negócio. E depois esse blog, e agora outro. Muitos afazeres e responsabilidades, mas o guarda-roupas continua com os mesmos critérios de arrumação, porém, o segundo quarto da casa, o qual ainda não está ocupado, virou o que eu chamo de "quarto do horror", pois está entulhado de coisas. Talvez, se eu mostrá-lo para alguém, não esteja tão ruim assim, mas a verdade é que há meses venho protelando a sua organização. Só de olhar fico com uma preguiça... Sei que para deixá-lo do jeito que eu gostaria, levará um bom tempo, talvez uns dois dias, um tempo que eu não disponho no momento. E quando disponho, opto por fazer outras coisas, como estar aqui escrevendo para vocês agora nesse momento. Talvez eu consiga fazer essa arrumação antes que o ano termine, não sei... Quem sabe eu não me inspiro? #dedoscruzados
Falando em inspiração, estava eu folheando o livro que recebi no Encontro Gourmet, da Abeaço, quando me deparei com uma receita que levava batatas, entitulada de Batata Holandesa. Como eu não tinha todos os ingredientes, precisei adaptar a receita e o resultado foi surpreendente! Vamos conferir?

Batatas ao Forno
Receita adaptada do Livro de Receitas da Lata - ABEAÇO

3 batatas grandes
3 colh. (sopa) de milho (enlatado)
1 fatia de bacon (fatie o bacon no comprimento e depois em pedaços pequenos)
1/3 de xíc. (chá) de creme de leite (enlatado e sem o soro)
3/4 xíc. (chá) de muçarela ralada (usei o ralo grosso)
Noz-moscada, orégano, sal e pimenta-do-reino a gosto (ou utilize os temperos de sua preferência)
Manteiga para untar

Preparo
1. Descasque e fatie as batatas ainda cruas (espessura de + / - 0,5 cm).
2. Coloque-as em uma panela média e cubra-as com água.
3. Leve a panela ao fogo alto até ferver a água, em seguida abaixe o fogo.
4. Cozinhe as batatas até ficarem firmes, porém macias (al dente). (para saber o ponto das batatas, faça o teste espetando com um garfo)
5. Depois de cozidas as batatas, escorra a água e deixe-as esfriar.
6. Em uma tigela média, coloque as fatias de batatas, o milho, o bacon, o creme de leite, a noz-moscada, o orégano o sal e a pimenta do reino. Misture bem, com cuidado, até que todos os ingredientes estejam homogêneos e bem envolvidos pelo creme de leite.
7. Unte com manteiga um refratário médio, e coloque no fundo, formando uma camada, a mistura de batatas.
8. Cubra as batatas com a muçarela ralada.
9. Faça mais uma camada com a mistura de batatas e cubra-a novamente com a muçarela. Repita esse processo até finalizar os ingredientes. É importante que a última camada seja a de muçarela, pois ela irá ao forno para gratinar.
10. Leve o refratário para o forno por aproximadamente 20 minutos, ou até perceber que o queijo está totalmente derretido. Sirva imediatamente, acompanhado de um belo arroz branco e uma salada de folhas.
E aqui está o livro de receitas que ganhamos da ABEAÇO: ótimas receitas!

Bom apetite!

Um ótimo dia à todos!
Beijos,
Cintya Maria

24/09/2014

Torta de Batata, Mandioquinha & Carne

Fiz essa receita há tempos.
A foto estava perdida no meu computador em uma pasta chamada "receitas ainda não postadas", ou seja no limbo, aguardando o momento certo para dar o ar da graça no blog.
E hoje é o dia dela brilhar!
O diferencial desta torta que lhes trago é a mistura de mandioquinha (batata baroa) e batatas. Além do seu sabor característico, a mandioquinha proporciona leveza à massa. Adorei a mistura e, principalmente o resultado, por isso compartilho com vocês.

Torta de Batata, Mandioquinha & Carne
Receita  DAQUI (quantias levemente adaptadas)

Para a massa
4 batatas grandes cozidas
2 mandioquinhas grandes cozidas
1 xíc. (chá) de farinha de trigo
1 ovo inteiro
1/2 xíc. (chá) de leite integral
1 colh. (sopa) de manteiga
1 colh. (sopa) de azeite
Sal a gosto
Parmesão para polvilhar
Manteiga para untar

Para o recheio
400g de carne moída (usei patinho)
1 cebola pequena picada em cubinhos
2 dentes de alho bem picados
2 colh. (sopa) de azeite
Sal, Pimenta-do-reino, cheiro verde e orégano a gosto

Preparo
1. Preaqueça o forno em 180º e unte um refratário com manteiga.
2. Cozinhe as batatas e as mandioquinhas, descasque-as e amasse-as. (use um garfo ou um mixer, como preferir)
3. Com elas ainda bem quentes adicione e misture o ovo, o leite, a manteiga, o sal e mexa bem.
4. Acrescente a farinha de trigo e mexa mais um pouco.
5. Forre o fundo de um refratário com metade desta massa de batatas. Reserve.
6. Enquanto isso, refogue a cebola e o alho no azeite. Quando a cebola estiver transparente, acrescente a carne moída. A carne irá soltar água; deixe cozinhar até a água secar.
7. Tempere com o sal, a pimenta, o cheiro-verde e o orégano.
8. Desligue o fogo e espere a carne esfriar um pouco.
9. Espalhe o recheio de carne moída sobre a massa que está no refratário.
10. Em seguida cubra com a outra metade da massa.
11. Polvilhe queijo parmesão ralado por cima de tudo e leve ao forno por 30 minutos, ou até que a superfície esteja levemente dourada.
12. Sirva com uma bela salada de folhas ou qualquer outro acompanhamento de sua preferência.
Tenham um ótimo dia!
Cintya Maria

22/09/2014

3° Encontrou Gourmet - #claroqueeufui

E aconteceu no sábado o 3° Encontro Gourmet! (pausa para suspirar...) *.*

Para quem está sempre aqui no blog, deve se lembrar das postagens referentes às edições dos anos anteriores (para relembrar, leia mais sobre: aqui, aqui, aqui, aqui, aqui aqui e aqui). E para os que são novatos nesta cozinha virtual, vou contar um pouquinho sobre esse encontro.
O Encontro Gourmet é um evento anual criado para blogueiros de gastronomia (amadora e/ou profissional). Nasceu de um desejo que tínhamos em comum: conhecer pessoalmente azamigas virtuais, ou seja, queríamos que as amizades virtuais fossem além e se tornassem reais! Esse era o motivo principal, entretanto queríamos, além de nos encontrar, comer algumas coisinhas gostosas juntos. E assim foi desde a primeira edição! Acredito que o objetivo inicial foi e continua sendo alcançado, pois o laço de amizades vem se estreitando cada vez mais!
A organização primorosa desse evento sempre esteve à cargo das blogueiras: Sandra Reis (Caldeirão da Bruxa Solar), Cecilia Padilha (Yes we cook) e Dani Abolin (Cinebistrot), as quais através de muita dedicação e amor, se empenham para nos fornecer um encontro pra lá de especial.
Ao longo de cada ano, o talentoso trio desenvolve parcerias com empresas renomadas e estas nos presenteiam durante o evento com palestras, workshops e aulas bastante instrutivas, animadas e saborosas, claro! Afinal nós precisamos fazer degustações rsrs
Nos anos anteriores, o EG aconteceu no Nacional Club, entretanto, devido ao crescimento do evento, ele foi transferido para a Estácio Gastronomia, cujo diferencial é possuir espaços apropriadamente equipados para eventos deste tipo.
O EG3 nos proporcionou workshops e também aulas do tipo "mão na massa", onde pudemos cozinhar com outros blogueiros. Para mim esse foi um dos pontos altos do evento. Sensacional!
Os worshops variaram de : receitas para micro-ondas à sobremesas utilizando vinagre balsâmico. Abaixo algumas fotos dos workshops da Tupperware e Castelo e a aula mão na massa da União.
Workshop da Tupperware (foto maior); risoto com  balsâmico Castelo;
Mini Naked Cake produzido na aula da União
Os stands possuíam equipes de atendimento altamente capacitadas e atenciosas, o que fazia com que retornássemos mais de uma vez ao mesmo local. Isso também acontecia porque os expositores nos ofereciam degustações, então se algo nos apetecia, lá estávamos nós para provar o produto novamente. rsrs
Algumas imagens dos stands
Uma das minhas prioridades no EG, além dos workshops, é o (re)encontro com azamigas! Sempre tem aquela que na edição anterior eu não conversei tudo o que queria, então aproveito para tentar colocar o papo em dia. Desta vez não foi diferente; me esforcei tanto para falar com as meninas, que acabei deixando de lado a câmera fotográfica. E ainda acordei com uma leve rouquidão no dia seguinte. Imaginem o quanto eu conversei kkkk A-d-o-r-o!!!!!!!! As pessoas sempre serão a minha prioridade.
Ao final do evento, aconteceu o tão esperado sorteio de brindes e nesta edição teve até cafeteira Nespresso e um micro-ondas gril da LG, os quais não levei, mas confesso que fiquei feliz pelas amigas que forma presenteadas! Nem posso ficar triste, pois como já é tradição, somos mimados pelas empresas patrocinadoras com kits bárbaros! Foram tantos presentes que o nosso porta-malas voltou lotado! =)
Seguem algumas fotos:
Kits - parte I
Kits - Parte II
Kit de Balsâmicos Castelo; Kit da All Food (presunto Italiano,
queijo Brie e manteiga Francesa); Kit da Cia.das Ervas; Kit da Barilla e vinho LaPastina
 E assim se encerrou mais um magnífico Encontro Gourmet! Deixo aqui o meu agradecimento especial às organizadoras, colaboradores e aos patrocinadores!
E que venha o próximo EG #claroqueeuirei \o/

Mil beijos e uma ótima semana para todos nós!
Cintya Maria

19/09/2014

Barquete de Abobrinha com Carne Moída

 Bom dia pessoal!
Trago para vocês uma receita fácil e saborosa. Acredito que muitos de vocês já a tenham feito, mas pensando naqueles que estão entrando agora no mundo da cozinha, resolvi compartilhar.
Desde que me casei - já contei isso para vocês - meu paladar mudou, ou melhor, tenho me esforçado para comer coisas que antes não faziam parte das minhas refeições. Não porque minha mãe não as fizesse, mas sim, por puro preconceito meu de achar que eram ruins e assim eu não as comia.
Desde que a abobrinha entrou definitivamente para o meu cardápio, ela se tornou um dos meus legumes favoritos. Coloco-a na sopa, no peixe, na salada, no ovo... em quase tudo! (ainda não fiz o bolo de chocolate com abobrinha, mas pretendo testar rs)
Desta vez, para variar um pouco a apresentação, resolvi fazer essas barquetes, as quais ficaram muito apetitosas.

Barquete de Abobrinha com Carne Moída
Rendimento: 2 pessoas

1 abobrinha italiana grande cortada ao meio (retire e reserve a polpa -> dicas no modo de preparo logo baixo)

Recheio
300g de carne moída (uso patinho)
1 cebola média picada em cubinhos
2 dentes de alho picadinhos
1 lata de tomate pelados
polpa da abobrinha
1/2 colh. (sopa) de azeite
Sal, pimenta-do-reino, orégano e cheiro-verde a gosto
Queijo muçarela ralado para decorar

Preparo da Abobrinha
1. Lave e higienize bem a abobrinha.
2. Corte-a ao meio, retire uma parte da polpa, deixando um pouco no fundo e nas laterais de cada metade. (observe o tanto que deixei nas fotos do post, ok?)
3. Coloque as metades em uma panela e cubra-as com água.
3. Leve a panela ao fogo forte e quando começar ferver, abaixe o fogo e conte 5 minutos. Após esse tempo, espete um garfo para verificar se as metades estão macias. Se estiverem macias (não podem estar muito moles, ok?), retire-as do fogo e coloque sobre uma assadeira. Reserve.

OBS: Caso as metades ainda estejam firmes, conte mais 5 minutos no fogo e teste novamente com o garfo. Vá monitorando e testando até estarem macias (porém não muito, ok?), pois o tempo de cozimento irá depender do tamanho de sua abobrinha e também do seu fogão. Portanto, atenção!

Preparo da Carne Moída
1. Em uma panela, aqueça o azeite em fogo baixo.
2. Acrescente a cebola e o alho e refogue-os. (até a cebola ficar transparente)
3. Adicione a polpa da abobrinha e refogue por 3 minutos ou até que esteja macia. 
4. Em seguida coloque a carne moída e cozinhe-a até dourar.
5. Junte os tomates pelados e deixe cozinhar por alguns minutos.
6. Tempere com o sal, a pimenta e o orégano e cozinhe até que a carne esteja úmida, porém com pouco molho (sim, a carne solta líquido e tem o molho de tomate!) 
7. Retire o recheio do fogo e preencha as metades das abobrinhas com a carne. Cubra a assadeira com as abobrinhas com papel alumínio e asse por 15 minutos em forno preaquecido (180°C).
8. Após esse tempo, retire as barquetes do forno, bem como o papel alumínio delas. Salpique o queijo sobre a carne e volte ao forno para gratinar por aproximadamente 15 minutos. Sirva a seguir.
Beijos e uma ótima sexta-feira pra vc! =)
Cintya Maria

PS: neste sábado acontecerá o 3° Encontro Gourmet e é claro que eu estarei lá. Trarei as novidades para vcs nos próximos posts, ok? =D

15/09/2014

Ratatouille

Para começarmos a semana de uma maneira saudável, sugiro um prato fácil, rústico e que tem se popularizado bastante recentemente: o ratatouille. É um prato de origem francesa, feito com alguns tipos de legumes temperados com ervas.
Vamos conferir a receita:
Ratatouille
Rendimento: para 3 pessoas

1 berinjela média
1 abobrinha italiana média
1/2 pimentão vermelho picado em cubos pequenos (eu sempre escolho um vermelho esverdeado rs)
1 tomate maduro
1 cebola média
Ervas finas para temperar (usei 1 ramo de alecrim fresco, orégano, salsa, alho e cebola desidratados)
Queijo parmesão ralado (para decorar), sal, pimenta-do-reino e azeite a gosto

Preparo
1. Forre um refratário com duas tiras largas de papel manteiga deixando sobras para poder fechar os legumes, formando uma trouxinha e assim cozinhá-los melhor. (pode-se utilizar papel alumínio também).
2. Fatie todos os legumes exceto o pimentão.
3. Distribua as fatias de legumes em fileiras, intercalando-as. (exemplo: 1 de berinjela, 1 de tomate, 1 de cebola e uma de abobrinha). Repita esse processo até preencher todo o refratário.
4. Regue os legumes com o azeite, salpique o sal, a pimenta e as ervas. Decore com o alecrim fresco e espalhe os cubinhos de pimentão sobre as fatias.
5. Feche os legumes com as sobre de papel manteiga, formando a trouxinha e leve ao forno preaquecido (180° C) por aproximadamente 30 minutos. Após esse tempo, abra a trouxa com cuidado para não se queimar (há vapor dentro dela) e teste com um garfo a maciez dos legumes. Se ainda estiverem firmes deixe mais tempo na trouxinha (sempre monitore o tempo e verifique a consistência de 10 em 10 minutos, para não ficar muito mole). Caso os legumes já estejam macios, retire o refratário do forno, polvilhe o parmesão ralado e volte ao forno para derreter o queijo.

E esta pronto o seu almoço! Simples, prático e saboroso!

Bom apetite e um ótimo dia para vocês!
Beijos,
Cintya Maria

11/09/2014

Testar é Preciso - # 11

Olá pessoal!

Hoje venho mostrar para vocês o que os leitores do Cozinhar é Preciso andaram aprontando em suas cozinhas. =)
A querida Elisa, do blog O que temos hoje Elisa?, pensando no Halloween, reproduziu a bolachinha de polvilho. Confiram o resultado e a execução (até a filha dela colocou a mão na massa!):
Não é muita fofura? 

Olha só que dica bacana para o Halloween! ;-)

E aqui as bolachinhas devidamente finalizadas! Um mimo!
E a Mab me enviou um e-mail com essa linda foto do cupcake Red Velvet. Não ficou um arraso?
Di-vi-no!
Para acessar as receitas reproduzidas pelas leitoras, clique nos links abaixo:

Bolachinhas de Polvilho
Cupcake Veludo Vermelho (Red Velvet)

E você? Qual receita do Cozinhar é Preciso você já testou e aprovou? Envie a sua foto!

Tenham um ótimo dia!
Beijos,
Cintya Maria

09/09/2014

Pernil com batatas

Como eu já contei na página "Quem escreve" (se você ainda não leu, clique aqui), um dos motivos de eu ter começado esse blog foi para aprender a fazer receitas que eu nunca fizera antes. Fico extremamente motivada quando sou desafiada, e não há melhor sabor do que vencer um desafio. Gosto de me testar e ver até onde consigo ir e, quando supero algum obstáculo isso me dá plena satisfação.
A cada nova receita que executo e obtenho êxito, fico radiante!
Casada há quase 5 anos, eu nunca havia feito pernil, simplesmente pelo fato de sermos só 2 aqui em casa e, para mim, pernil é um prato que deve ser comido em reuniões família.
Pois bem, essa é a minha teoria, já a minha vontade não obedece esses meus critérios imaginários.
Acordei com vontade de pernil, apenas isso. Fui ao açougue e pedi um tamanho suficiente para 2. Em casa, preparei os temperos para deixar o pernil marinando. O pernil dormiu na geladeira e no dia seguinte foi para o forno; De lá saiu todo pomposo: com uma cor linda e rodeado de batatas! Mais perfeito do que isso impossível. Não, é possível! Ainda ouvi do marido um elogio: "nossa! mas que almoço chique, em pleno dia de semana! rsrs... Sim, não comemos pernil todo dia. Não que seja um prato refinado, mas não comemos isso todo dia e, minha opinião, se colocarmos carne de porco no cardápio da semana em mais de um dia, fica enjoativo. É assim que eu penso... talvez isso seja estranho para você que está lendo, mas para mim não o é.
De agora em diante, posso dizer que aprendi fazer pernil, talvez não tão bem quanto o da minha mãe, que é uma expert quando se trata em temperar carnes. Sei que tenho muito a aprender com ela, e que um dia chegarei lá, mas por enquanto, acho que já dá até para convidá-la para experimentar o tempero do meu pernil!

Pernil com Batatas
1 pedaço de pernil sem osso de aproximadamente 350g

Para a vinha-d'alho (= tempero no qual o pernil irá marinar)
1 xíc. (chá) de vinho branco seco
2 dentes de alho socados
2 folhas de louro
1 colh. (sopa) de alecrim
Azeite, sal e pimenta do reino a gosto

Preparo

Atenção: O tempero deve ser feito na véspera do dia em que você quer comê-lo!

1. Coloque o pernil em uma vasilha relativamente grande onde você possa temperá-lo.
2. Em um pilãozinho, coloque os dentes de alho, o sal e a pimenta do reino. Soque tudo até ficar na consistência de uma pastinha.
3. Regue o pernil com o vinho branco e em seguida o azeite.
4. Esfregue sobre o pernil a pastinha feita com o alho, o sal e a pimenta.
5. Acrescente o louro e o alecrim.
6. Banhe novamente o pernil com o líquido (vinho + azeite) que restou na vasilha.
7. Transfira o pernil para um saco plástico limpo e despeje tampe o tempero que ficou na vasilha e feche o saquinho.
8. Leve o pernil à geladeira por 12 horas. (coloque o saquinho com o pernil sobre um prato, para que, caso o tempero escorra mesmo com o saco fechado, a sua geladeira não fique suja!)
9. Após esse tempo, transfira o pernil para uma assadeira e leve-o para assar (180°C), coberto com papel alumínio, por 30 minutos.
10. Após esse tempo, retire o papel alumínio e verifique se a carne está cozida. Se sim, deixe no forno até dourar e vá regando com o suco da carne que se formou no fundo da assadeira. (Opcional: ao retirar o papel alumínio, adicione batatas pré-cozidas para dourarem junto com a carne. Eu fiz isso!).
11. Se não estiver cozida, cubra novamente com o papel alumínio e volte ao forno para cozinhar e monitore de 15 em 15 minutos o cozimento).
12. Sirva com batatas, arroz branco e uma bela salada.

Bom apetite!

Beijocas,
Cintya Maria


08/09/2014

Cake Pop Fácil

Esse docinho parece trabalhoso, mas não é.
Para os que não sabem, o cake pop é uma porção de bolo espetada em um palito. Eu já havia feito cake balls de amora (confira a receita AQUI), mas no palito ainda não.
Entretanto, como fiz a maioria das receitas para o meu aniversário, tanto as salgadas quanto as doeces, eu não teria tempo de fazer um bolo para esfarelar e virar a massa base desse cake pop, porém eu queria fazê-lo. E como resolver esse dilema? Eis que me lembro de um episódio do programa da Lorraine Pascale, onde ela apresentou um atalho para o cake pop. Ao invés de utilizarmos um bolo como base, usamos bolachas recheadas! =)
Vamos aprender como fazer?
Cake Pop Fácil
Receita DAQUI
Rendimento: 18 a 20 unidades
Tempo de preparo: 40 minutos


2 pacotes de biscoito de chocolate com recheio de baunilha (Usei o Negresco)
1 colh. (sopa) de pasta de chocolate (usei a pasta de avelã Nutella)
2 barras de chocolate branco
Corante para chocolate na cor de sua preferência (opcional)
Confeitos coloridos ou castanhas (para decorar)

Preparo
1. Bata os biscoitos em um processador até triturar tudo.
2. Adicione a pasta de avelã e volte a bater, até que forme uma massa.
3. Com uma colher, retire pequenas porções da mistura e enrole de 18 a 20 bolinhas com as mãos.
4. Coloque as bolinhas em uma assadeira forrada com papel-manteiga e leve ao freezer por 15 minutos para endurecer.
5. Derreta e tempere o chocolate branco em banho-maria (ou se preferir no micro-ondas). Coloque algumas gotinhas de corante para chocolate até atingir a cor desejada. Eu usei corante vermelho.
6. Mergulhe a pontinha do palito no chocolate derretido, pois servirá como cola, e enfie na bolinha.
7. Repita o processo até terminarem as bolas.
8. Quando secar, mergulhe as bolinhas no chocolate e, em seguida, passe em confeitos coloridos.
9. Volte as bolinhas na geladeira até que o chocolate endureça (aproximadamente 10 minutos).
10. Coloque os cake pops em forminhas e estão prontos os seus docinhos.

ATENÇÃO: o resultado final é um docinho bem doce, perfeito para formiguinhas. Se não for o seu caso, substitua a Nutella por creme de leite (de caixinha) ou até mesmo cream cheese (coloque aos poucos e sinta a textura), ou troque o chocolate branco por chocolate meio amargo, ok?

Espero que tenham gostado!
Beijocas e ótima semana para todos nós!
Cintya Maria

PS: hoje é feriado por aqui! Dia de nossa padroeira, N. Sra. do Monte Serrat ;-)

04/09/2014

Docinho de Dois Leites

E o meu mês preferido se foi... Agosto, o mês do meu aniversário!
Adoro fazer aniversário! Mesmo já tendo passado dos trinta (fiz 38), o que para muitas mulheres é um horror, uma tortura, para mim não, pois o que vale é celebrar!
Sim, tenho muito o que celebrar: primeiramente o dom da vida!
E tenho tanto à agradecer... me considero uma pessoa privilegiada por receber tanto da vida.
Não sou de ficar lamentado e reclamando que estou ficando mais velha e não tenho vergonha da minha idade, muito pelo contrário, me orgulho dela. Para mim, envelhecer é amadurecer e amadurecer é enriquecer! Com o passar dos anos vamos ficando cada vez mais experientes, aprendemos muito mais com as circunstâncias e temos mais coragem para encarar os desafios. Me sinto bem melhor hoje do que quando era mais jovem! E é por tudo isso que, sempre que posso, faço questão de comemorar mais um ano de vida com as pessoas que amo.
Neste ano não foi diferente e fiz uma festinha aqui em casa mesmo. Pensei... pensei... pensei... e acabei decidindo que faria petiscos e não salgadinhos, como de costume. Pesquisei as receitas e montei um cardápio. Fiz o mesmo com docinhos e com o bolo.
O critério usado na escolha das receitas foi: praticidade na execução, pois eu já sabia que faria tudo sozinha, dos petiscos ao bolo. Fiquei muito satisfeita com o resultado. Tirei fotos da maioria das comidinhas e vou dividir com vocês ao longo da semana, ok? Portanto, não percam nenhum detalhe! ;-)
Inicio essa série de posts com um dos docinhos que servi, o qual particularmente foi o meu favorito da festa! Sabor suave e aparência simples e delicada. Um mimo para qualquer festinha!
Vamos conferir a receita?
Docinho de 2 Leites
Receita DAQUI
Rendimento: aproximadamente 30 unidades

2 xíc. (chá) de leite em pó (usei o Ninho Integral Fortificado)
2 xíc. (chá) de açúcar de confeiteiro
5* colh. (sopa) de leite de coco
1/2 xíc. (chá) de açúcar refinado ou cristal para decorar

Preparo

1. Em uma tigela média, com o auxílio de um garfo, misture o leite em pó com o açúcar de confeiteiro.
2 Aos poucos adicione o leite de coco, mexendo sempre até que a massa solte das mãos. (* se isso não ocorrer tão facilmente, acrescente mais 1 colher de leite de coco e misture tudo novamente. Teste o ponto e se necessário, repita esse processo até que a massa se desprendadas mãos, ok?)
3. Enrole em bolinhas e passe no açúcar refinado (ou cristal).
4. Coloque os docinhos em forminhas de papel, forradas com tapetinho de celofane e decore com um confeito. (eu escolhi um em formato de coração, mas poderia ser um outro qualquer).
5. Arrume os docinhos em uma bandeja (ou prato) bem bonito e pronto!

Dica: se desejar, você pode preparar o docinho de 2 Leites como recheio de bolos e tortas.

Espero que vocês tenham gostado!
Beijos,

Cintya Maria


29/08/2014

Hoje vai ter uma festa! =)

Foto: Google
Bom dia! E que lindo dia hoje!!!
Para mim, mesmo estando nublado, caindo uma tempestade ou com um sol tímido lá fora, para mim, 29 de Agosto vai ser sempre o dia mais lindo do ano: o meu aniversário...rsrs (hoje não vou ter modéstia e nem vergonha de elogiar, me desculpem! rsrs).
Eu simplesmente a-d-o-r-o fazer aniversário! Nem que eu não faça nada, só de ser lembrada por algumas pessoas o meu coração já se enche de alegria! Afinal, carinho nunca é demais!!!
Por isso é que hoje passo rapidamente por aqui, para dividir com vocês mais um ano de vida! E também para avisar que, para variar, estou numa correria só, porque estou preparando um encontrinho singelo, porém feito com muito amor, para comemorar essa data com algumas pessoas.
Pode deixar que depois conto como foi e compartilho com vocês as receitas das guloseimas, ok?
Aproveito o post para agradecer a presença de vocês em minha vida e também de ter tido, através do blog, a oportunidade de conhecer pessoas tão maravilhosas como vocês (e alguns tive o privilégio de conhecer pessoalmente!)
Muito, muito obrigada por fazerem parte da minha vida!
Um grande beijo à todos! E mãos à obra, ops, digo, mãos na massa! rsrs

Cintya Maria

11/08/2014

Bolo Bem-Casado


Mais um bolo saiu do meu forno e desta vez escolhi o bem-casado.
Quando vou à casamentos abro um sorriso largo se estes docinhos marcam presença. Mas, a ideia da receita partiu do marido e eu corri buscar uma receita que me agradasse. O preparo é muito fácil e o resultado supera as expectativas: um bolo extremamente macio!
Vamos experimentar?

Bolo Bem Casado
Receita DAQUI

6 ovos
1 xícara (chá) de açúcar
1/2 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de fécula de batata
1/2 colh. (sopa) de fermento em pó

Recheio 
01 lata de leite condensado

Cobertura
Açúcar de confeiteiro para polvilhar

Preparo do Recheio (Doce de Leite)
Em uma panela de pressão, coloque a lata fechada de Leite MOÇA e água suficiente para cobrir toda a lata. Tampe a panela de pressão, leve ao fogo médio e deixe cozinhar por 20 minutos (contados após início da fervura). Espere sair toda a pressão, abra a panela, retire a lata com cuidado e deixe-a esfriar completamente antes de abri-la. Transfira o conteúdo para um recipiente, misture para ficar homogêneo e reserve.

Preparo do Bolo (cobertura, recheio e montagem)
Unte a forma com manteiga e polvilhe fécula de batata
1) Em uma batedeira, bata os ovos até dobrarem de volume.
2) Adicione o açúcar e bata mais um pouco.
3) Diminua a velocidade da batedeira e adicione 1/2 xícara (chá) do leite.
4) Desligue a batedeira, adicione a fécula de batata e o fermento em pó e misture delicadamente.
5) Despeje em forma retangular (30 x 41cm), untada com manteiga e polvilhada com fécula de batata.
6) Leve ao forno médio-alto (200°C), preaquecido, por cerca de 30 minutos.
7) Retire do forno e espere amornar.
8) Desenforme e corte o bolo ao meio, em duas metades (de 20 x 30 cm).
9) Sobre uma das partes, espalhe o doce de leite reservado e cubra com a outra metade.
10)Polvilhe o açúcar de confeiteiro para decorar o seu bolo e sirva a seguir.

Uma ótima semana para todos!
Beijos,
Cintya Maria

29/07/2014

Bolo de Arromba

Há quatro anos atrás, quando me casei, trouxe comigo apenas o meu livrinho de receitas, o qual era bem fininho, pois eu não cozinhava com tanta intensidade. E quando precisava de alguma dica de como fazer ou de alguma receita, pedia para minha mãe e ela me ensinava (muitas vezes por telefone), ou às vezes ela me emprestava o livro dela e o da minha avó.
Um belo dia, eu resolvi que faria frango assado (para 2 pessoas!), porém achei que seria muito um frango inteiro e resolvi comprar apenas um peito de frango com osso e com pele. Até que eu tinha bom senso rsrs.
Eu me lembrava que a minha mãe dizia que "o tempero no frango não pega tão rápido". Foi quando tive a ideia de buscar uma receita na Internet e descobri o mundo dos blogs. Comecei a seguir vários deles, a salvar várias receitas e organizá-las em uma pastinha no meu computador. E daí em diante só acumulei delícias para serem testadas e essa lista só aumenta! Não dou conta! Ainda somos só dois por aqui, ou comemos tudo e engordamos no meu caso já ganhei 8 quilos, ou fazemos "doações". Como se isso não bastasse, comecei a comprar livros de receitas e à assistir programas de culinária com mais frequência. E muitas vezes, a gente assiste de barriga vazia, e isso não é bom. Porque toda receita que vemos parece maravilhosa e queremos testar.
Foi assim com esse bolo de hoje. Num belo dia estava eu assistindo ao programa reprise da vovó mais querida do Brasil, a Palmirinha, quando ela contou a estória desse bolo e eu me encantei. Conforme ela foi desenvolvendo a receita, fui ficando cada vez mais com a boca cheia d'água. Salvei. E coloquei um post-it na minha tela do computador. Todo dia que eu abria, eu me lembrava, ou melhor era lembrada pelo bilhetinho, de tanto que eu gostei da receita e, confesso, que o motivo do bilhete era para ter certeza que eu não esqueceria dessa receita, testando qualquer outra antes.
E em um sábado à tarde, lá fui eu toda ansiosa para a cozinha. Preparei tudo conforme as instruções e fiquei aguardando. E aquele cheirinho de bolo de chocolate tomando conta da cozinha e me deixando zonza de vontade. Afff... E ainda tinha que fazer a cobertura. Tortura Chinesa isso! =P Acho que deveria existir um modo mais rápido de assar bolos...rs
E finalmente cortei a primeira fatia! E depois a segunda e a terceira! Gula pura! O bolo fica tão fofinho, mas tão fofinho que nem sei como descrever! Amei o resultado e só quem testar vai entender o que eu estou falando. E a cobertura, um mix de chocolate com laranja, caiu perfeitamente bem, afinal uma vovó sabe das coisas, né?
Depois disso, minha cabeça começou a imaginar as variações com outras coberturas e até com recheio. E como a receita é grande da para fazer até como bolo de aniversário.
Por isso, eu convido vocês a testarem essa receita. E depois me contem o resultado, ok?
Bolo de Arromba
Receita DAQUI

Para a massa
01 xíc. (chá) de manteiga
02 xíc. (chá) de açúcar
04 ovos (claras serão em neve)
01 colh. (chá) de essência de baunilha
03 xíc. (chá) de farinha de trigo
01 xíc. (chá) de chocolate em pó
1 colh. (sopa) de fermento em pó
1 colh. (chá) de bicarbonato
400g de iogurte natural (sem sabor)

Para a cobertura
200g de creme de leite (sem soro)
02 xíc. (chá) de chocolate em pó
½ xíc. (chá) de açúcar
½ xíc. (chá) de suco de laranja ou leite

Preparo
1. Preaqueça o forno (180°C) e unte uma forma redonda de 26 cm.
2. Separe as gemas das claras e bata as claras em neve.
3. Coloque a manteiga, o açúcar e as gemas na vasilha da batedeira, e bata até obter um creme claro. 
  • 4. Acrescente, aos poucos, o iogurte natural, a farinha e o chocolate em pó. Depois, bata para se misturarem. 
    5. Adicione o fermento, o bicarbonato, as claras em neve e a baunilha, e misture tudo, delicadamente, até homogeneizar a massa. 
    6. Coloque, então, a massa obtida em uma assadeira redonda com buraco no meio, untada e polvilhada. Leve ao forno, por aproximadamente 45 minutos, ou até fazer o teste do palito e este sair limpo. 
    7. Para fazer a cobertura, coloque o creme de leite sem soro, o chocolate em pó, o açúcar e suco de laranja ou leite em uma panela, mexendo até se misturarem. 
    8. Por fim, desenforme o bolo, regue com a calda e decore com raspas de chocolate branco ou como preferir. Sirva a seguir.

    Espero que vocês tenham gostado.
    Tenham um ótimo dia!

    Beijos,
    Cintya Maria