31/10/2014

Cupcakes de Chocolate & Coco para o Halloween e um mea culpa

Boo!... It's Halloween!
E o que essa data "importada" tem a ver conosco?
No meu caso particularmente, por ser uma English Teacher, não posso deixar essa data passar em branco, não é mesmo?
Além do mais, as comidinhas e as decorações deste dia são muito fofas! Quem resiste? Tudo é pretexto para inventar moda! hehehe...
Bom, antes de lhes passar a receita, preciso ser muito, muito sincera com meus leitores e leitoras e fazer uma confissão: a receita de hoje eu a testei no Halloween do ano passado! =S Me julguem, no problem.
No ano passado, eu me esforcei para presentear os meus students com um mimo e eles nem precisaram dizer "trick or treat"; eu já fui logo dando o "treat" rsrs... A correria foi tanta, que não consegui postar na data certa... e o Halloween passou e eu tive que esperar um ano para poder dividir com vocês. Sim, sou paciente! Ainda bem que salvei as fotos, inclusive do passo-a-passo hehehe... (acho que agora estou perdoada, não?) Então, agora que eu já fiz o mea culpa, vamos à receita!
Desta vez, fiz um mix de receitas do delicioso blog Fofurices, da talentosa Sam. A massa e o recheio vieram desse cupcake aqui , já a cobertura de buttercream é deste outro cupcake. Resultado: combinação perfeita, na minha opinião! E antes que eu me esqueça, não sou fã de buttercream, mas esse é delicioso!!!!!!!Vai por mim...rsrs

Cupcake de Chocolate & Coco
Receita DAQUI
Rendimento 8-12 cupcakes

1 ovo
4 colheres de sopa de óleo
170g de iogurte natural (= 1 potinho)
1 xíc. (chá) de açúcar
1 colh. (sopa) de essência de baunilha (pode ser extrato também)
1 pitada de sal
6 colh. (sopa) de cacau em pó
1/2 colh. (chá) de bicarbonato de sódio
1/2 colh. (chá) de fermento em pó
1 xíc. (chá) de farinha de trigo

Preparo
1) Preaqueça o forno (180°C). Coloque as forminhas de papel na forma de cupcake.
2) Em uma tigela grande, junte o cacau, o sal, o bicarbonato, a farinha e o fermento e peneire 2 vezes. Reserve.
3) Em outra tigela, misture o ovo e o óleo e com a ajuda de um fouet (batedor de arame) bata até formar um creme. Adicione o iogurte, a baunilha e o açúcar e misture bem.
4) Às colheradas misture os secos à mistura de iogurte. Bata bem até que a mistura esteja homogênea. É uma mistura mais liquida. Não se preocupe. ;-)
5) Preencha 3/4 das forminhas de papel e leve para assar por 20-25 minutos. Faça o teste do palito para ver se os cupcakes estão prontos mesmo. Deixe esfriar na assadeira por 5 minutos e depois transfira-os para uma grade para que esfriem completamente.

Recheio - Ganache de Coco
300g de chocolate branco
130g de creme de leite (usei o de caixinha)
125g de coco em flocos sem açúcar hidratados em 50ml de leite de coco (misture os dois e deixe descansando por 30 minutos)

Preparo do Recheio
1) Pique o chocolate branco e derreta-a no micro-ondas, na potência média, por 30 segundos. Repita esse processo (de 30 em 30 segundos) até que 100% esteja derretido.
2) Após esse processo, adicione o creme de leite e mexa delicadamente ate obter uma mistura homogênea. Acrescente o coco hidratado, misture novamente para uniformizar e cubra a ganache com plástico filme e deixe descansar por 30 minutos.
3) Depois leve à geladeira até começar endurecer as bordas. (respeite esse tempo ou a ganache ficará muito dura, ok?)

Recheando o Cupcake

Atenção: para rechear, use um saco de confeitar (pode ser o descartável) com um bico perlê 1A. Se não tiver o bico, corte a boca do saco de confeitar descartável do tamanho da cavidade do cupacake a ser recheado.

1) Prepare o saco de confeitar com o bico e coloque a ganache nele.
2) Com o auxílio de um descaroçador de maçã, retire o miolinho para rechear os cupcakes. (vide foto abaixo)
3) Recheie o cupcake com a ganache e ultrapasse a borda do cupcake (vide foto abaixo).
Cobertura - Buttercream de Chocolate
Receita DAQUI

100g de manteiga com sal (Vai na fé! É isso mesmo!)
100g de manteiga sem sal
1/2 xíc. (chá) de glaçúcar peneirado
1 colh. (sopa) de extrato de baunilha
150g de chocolate meio-amargo picado

Preparo
1) Derreta o chocolate no micro-ondas ou em banho maria. Reserve.
2) Em uma batedeira bata a manteiga em velocidade alta até ficar esbranquiçada, junte o açúcar e a baunilha e bata por mais 4 minutos.
3) Misture o chocolate derretido (frio) a mistura de manteiga, bata em velocidade alta. (Pode ser que nessa etapa sua cobertura já esteja prontinha para usar. Se estiver bem firme já pare por aqui!)
4) Leve ao freezer por 15-20 minutos. 
5) Bata novamente por 2 minutos (vai ficar bem fofinho).
6) Com um bico de confeitar (pitanga ou o qual você preferir) faça a voltinha nos cupcakes.
7) Salpique confeitos do tipo miçanga sobre o buttercream e enfeite como preferir.
E antes que eu me esqueça: Happy Halloween!!! =)

Beijos,
Cintya Maria

22/10/2014

Scones de Laranja & memórias afetivas

A receita de hoje me remete ao ano de 2003, quando recebi em casa (digo, na de meus pais, pois eu ainda era solteira) a minha penfriend (= amiga por correspondência).
Tudo começou em 1991, quando eu ainda estava no colegial (sim, naquela época falávamos colegial e não ensino médio rs). Um belo dia, a minha professora de inglês perguntou se alguém queria se corresponder via carta com pessoas de outros países para praticar o inglês.
Eu nem pestanejei e de imediato me ingressei no IYS (International Youth Service), uma associação Finlandesa, onde pessoas do mundo todo se correspondiam através de cartas para fazerem amizades e praticarem um idioma. Talvez fosse a rede social da época ou o whatsapp rsrs.
Bom, primeiramente enviei uma carta para a minha penfriend dos EUA, mas ela nunca me respondeu... =( Acho que escrevi tão errado que ela assustou rsrs. Fiquei triste e decepcionada por ficar sem resposta, mas depois de um tempo recebi uma carta da Áustria, e durante todo o ano de 92 me correspondi com uma Austríaca. Infelizmente, quando enviei o cartão de Natal para ela naquele mesmo ano, nunca mais tive notícias...
Eis que em Janeiro de 1993 recebo a primeira carta de uma Britânica chamada Philippa, a Pippa. Foram anos e anos de correspondência e muitas cartas depois, em 2003 ela veio para o Brasil. Durante sua estadia, aprendi tantas coisas... E num belo dia, pedimos à ela que nos cozinhasse algo tipicamente Britânico. Foi quando fui apresentada pela primeira vez aos scones. Ela nos preparou esses delicados pãezinhos e os serviu com chantili e geleia de morango. E eu, claro, fiz brigadeiro para ela rsrs...
Depois de aproximadamente 1 mês em casa, ela voltou para a Inglaterra e dois anos depois voltou a nos visitar, em 2005, o que nos deixou felizes pois acho que ela não voltaria se não tivesse gostado rsrs. Depois dessas visitas, eu finalmente fui para o Reino Unido, em 2006, realizando um dos grandes sonhos que sempre tive,  em um dos momentos mais difíceis da minha vida, pois o meu pai perdera quase tudo devido à um de seus maiores clientes. Esse golpe nos deixou sem recursos nenhum e por anos à fio e ainda hoje carregamos esse fardo. Mas isso não vem ao caso, o que eu quero dizer é que mesmo nas tempestades é possível ter um arco-íris! Fiquei quase 40 dias no Reino Unido com a Pippa e pude conhecer sua família, seus amigos e seu avô, o Harry, por quem me apaixonei! Uma pessoa linda e sábia, simplesmente adorável! Pude visitar não somente a Inglaterra, mas um pedacinho do País de Gales e também da Escócia. Contrariando o que dizem algumas pessoas, os ingleses não são fleugmáticos (bonita palavra, não?), aliás não gosto de esteriótipos desse tipo. Para a frieza que eu esperava, fui muito bem acolhida e amada pelos familiares dela. Penso muito em voltar, para ainda dar tempo de visitar o avô dela que ainda é vivo e que, creio eu deva estar com mais de 95 anos. Vamos ver se consigo visitá-los. O único problema é que atualmente a minha amiga está morando em Washington, nos EUA, e eu sempre me divido: não sei se vou para os EUA, lugar onde nunca estive ou se volto para a Reino Unido... Ó dúvida cruel... dilemas, dilemas...
Bom, voltando ao assunto, sempre que é possível, e agora as tecnologias nos aproximam cada vez mais, Pippa e eu nos falamos via Internet. Nosso último bate-papo foi durante a Copa, no jogo em que a Inglaterra foi eliminada. Ela estava em um pub nos EUA falando comigo aqui no Brasil e ao mesmo tempo com o irmão na Inglaterra. Num certo momento da conversa comentamos: que fantástica essa internet! E nesse mesmo dia, falamos também de comida,  de chefs favoritos etc. Ela, sabendo do meu aniversário em Agosto, disse que me enviaria um livro de receitas, de uma autora que a mãe dela gosta muito:  Marguerite Patten, uma cozinheira que ficou famosa em programas de culinária na TV, no final dos anos 40.
O livro chegou antes do meu aniversário, confirmando a pontualidade Britânica de minha amiga.
Desde então, venho folheando esse magnífico livro, o qual trouxe para dentro de minha casa um pouquinho de um país que gosto tanto.
O livro Marguerite Patten's Best British Dishes é puro deleite! Agradeço mais uma vez à minha amiga  Pippa por me fazer sentir em terras Britânicas!
E é com muito carinho e com o coração transbordando de alegria, que reproduzo essa receita!
 Scones de Laranja
Receita levemente adaptada do maravilhoso Marguerite Patten's Best British Dishes
Tempo de preparo: 10 minutos
Rendimento: 12 a 18 unidades

225g de farinha de trigo com fermento*
1 pitada de sal
50g de manteiga em temperatura ambiente
50g de açúcar refinado
150ml de leite integral, também em temperatura ambiente
Raspas de 2 laranjas

Preparo
1. Em uma tigela média, peneire juntos a farinha de trigo com fermento e o sal.
    1.1{se vc não tiver farinha de trigo com fermento, não tem problemas. Basta adicionar à farinha de trigo sem fermento 2 e 1/2 colheres (chá) de fermento em pó (tipo Royal), ok? Cuidado para nivelar bem o fermento, não coloque nem demais nem de menos}
2. Acrescente a manteiga na mistura de farinha e sal, adicione o açúcar, o leite, as raspas de laranja e misture tudo até obter uma massa leve, a qual consegue-se abrir com o rolo.
3. Abra a massa sobre uma superfície enfarinhada, na espessura de +/- 2cm, e corte-a com o auxílio de um aro redondo ou, caso não possua esse utensílio, utilize a boca de um copo para cortar a massa.
4. Coloque os discos de massa sobre uma forma não-untada (vai bastante manteiga na massa, por isso não há necessidade de untá-la).
5. Leve ao forno preaquecido (220° C) e asse os scones por 10 minutos ou até que a lateral deles esteja firme quando pressionada gentilmente.
6. Após assados, deixe-os descansando sobre uma grade.
7. Sirva-os com manteiga, geleia ou o que preferir.

Bom apetite!
Um ótimo dia à todos!
Cintya Maria

PS: segue um vídeo fofo da Marguerite cozinhando para um programa da BBC.



16/10/2014

Espiral de Chocolate & Pecãs #wbd2014

Para celebrar o Dia Mundial do Pão (World Bread Day), promovido pela Zorra trago-lhes esta Espiral de Chocolate e Pecãs.
Separei essa receita que traz um dos meus ingredientes favoritos, senão o mais favorito de todos: o chocolate! E juntando duas coisas que adoro, pão + chocolate, só poderia resultar em algo delicioso. As nozes pecãs coroam essa espiral, perfeita para um chá-da-tarde ou um café-da-manhã um pouco mais elaborado. Simplesmente apaixonante!
Vamos conferir a receita?
Espiral de Chocolate & Pecãs
Receita - levemente adaptada - do livro  200 receitas de pães tentadores (pág. 176)
Rendimento: 1 unidade

Para a massa
02 ovos batidos
175 ml de leite (usei o integral)
45g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
1/2 colh. (chá) de sal
500g de farinha de trigo
50g de açúcar refinado
1 e 1/2 colh. (chá) de fermento biológico instantâneo (tipo Fermix)

Recheio
02 colh. (sopa) de açúcar
125g de chocolate meio amargo picadinho
125g de nozes pecãs picadas grosseiramente
1 gema de ovo para pincelar (não usei, substitui por leite)

Preparo na MFP (máquina de fazer pão)
1. Retire a cuba da máquina e encaixe a pá de sovar
2.Coloque os ingredientes da massa seguindo a ordem acima.
3. Encaixe a cuba na máquina, feche a tampa e selecione o programa Massas.
4. Após o tempo de preparo (na minha MFP, 1h30), retire a massa e coloque-a em uma bancada polvilhada com farinha de trigo.
5. Abra a massa em um quadrado de aproximadamente 28cm.
6. Salpique sobre ela o açúcar, o chocolate e as nozes.
7. Enrole a massa e ponha-a em um forma de bolo inglês (de 1,8 lt) untada.
8. Cubra com filme de PVC e deixe crescer em local quente por 30 minutos, ou até a massa alcançar a borda.
9. Após o passo acima, pincele leite sobre o pão e leve ao forno preaquecido (200°C) por 35-40 minutos ou até que a superfície esteja dourada.
10. Retire o pão da forma e deixe-o descansando sobre uma grade.

E se você também quiser participar e enviar a sua receita de pão, ainda dá tempo. O prazo final é dia 17/10. Acesse o link: http://www.kochtopf.me/announcing-world-bread-day-2014 e siga as instruções!

Tenham todos um ótimo dia!
Cintya Maria

PS: Ah! Novidade para vocês!!! Agora temos um perfil no Instagram @cozinharehpreciso. Siga e não perca nada! (ainda não publiquei nada por lá, porque criei o perfil hoje rsrs)

08/10/2014

Batatas ao Forno

Olá pessoal! Como estão?
É incrível como o tempo tem passado rápido. Custo a acreditar que já estamos em Outubro! Isso me causa uma certa angústia, pois é sinal de que mais dia, menos dia, virei aqui lhes desejar Feliz Natal!
Sei que essa sensação é devido ao volume de coisas que temos (ou arranjamos) para fazer, e gostaria que os  dias fossem mais longos, para poder aproveitá-los melhor. Tenho essa ilusão quando chega o horário de verão, onde tenho a sensação de que os dias são mais longos. Eu particularmente adoro essa época, pois acordo muito mais disposta, diferente de muitos que acordam cansados. No verão fico muito mais ativa, levanto rapidamente da cama e, só de pensar nisso já fico animada! Olha só a conversa mudando de rumo..rs
Voltando à questão do tempo, quando disse no parágrafo acima que gostaria de aproveitar melhor o meu tempo, é porque tenho consciência de que quero fazer muito mais daquilo que consigo. Se tem algo que está me incomodando ultimamente é a falta de tempo, a qual está atrelada à minha desorganização, admito. Virginiana nata, sempre fui extremamente - eu diria até demasiadamente - organizada. Eu era aquela que chegava do colégio e guardava tudo. Meu quarto estava sempre impecável e se alguém mexesse em minhas coisas (leia-se invasão de irmão mais novo), eu sabia. Como? Porque ninguém conseguia colocar as coisas de volta de acordo com o meu grau de organização. Meu guarda-roupas, por exemplo, sempre teve as roupas arquivadas e não guardadas rsrs. Eu separava as peças por tamanho, por cor e por estação do ano. Já os documentos, todos em pastas distintas e dentro delas plásticos com sub-divisões. Vocês devem estar pensando: é uma louca, ou tem TOC, só pode! Não, nem um e nem outro. sempre gostei de arrumar e, pasmem, sinto prazer nisso!
Depois de uns bons anos, a minha vida foi mudando e hoje invento tenho cada vez mais atribuições e por essa razão, temos que abrir mão de certas coisas. Foi o que aconteceu comigo. Casei, assumi mais um papel, o de dona de casa e, como se não bastasse, resolvi ter o meu próprio negócio. E depois esse blog, e agora outro. Muitos afazeres e responsabilidades, mas o guarda-roupas continua com os mesmos critérios de arrumação, porém, o segundo quarto da casa, o qual ainda não está ocupado, virou o que eu chamo de "quarto do horror", pois está entulhado de coisas. Talvez, se eu mostrá-lo para alguém, não esteja tão ruim assim, mas a verdade é que há meses venho protelando a sua organização. Só de olhar fico com uma preguiça... Sei que para deixá-lo do jeito que eu gostaria, levará um bom tempo, talvez uns dois dias, um tempo que eu não disponho no momento. E quando disponho, opto por fazer outras coisas, como estar aqui escrevendo para vocês agora nesse momento. Talvez eu consiga fazer essa arrumação antes que o ano termine, não sei... Quem sabe eu não me inspiro? #dedoscruzados
Falando em inspiração, estava eu folheando o livro que recebi no Encontro Gourmet, da Abeaço, quando me deparei com uma receita que levava batatas, entitulada de Batata Holandesa. Como eu não tinha todos os ingredientes, precisei adaptar a receita e o resultado foi surpreendente! Vamos conferir?

Batatas ao Forno
Receita adaptada do Livro de Receitas da Lata - ABEAÇO

3 batatas grandes
3 colh. (sopa) de milho (enlatado)
1 fatia de bacon (fatie o bacon no comprimento e depois em pedaços pequenos)
1/3 de xíc. (chá) de creme de leite (enlatado e sem o soro)
3/4 xíc. (chá) de muçarela ralada (usei o ralo grosso)
Noz-moscada, orégano, sal e pimenta-do-reino a gosto (ou utilize os temperos de sua preferência)
Manteiga para untar

Preparo
1. Descasque e fatie as batatas ainda cruas (espessura de + / - 0,5 cm).
2. Coloque-as em uma panela média e cubra-as com água.
3. Leve a panela ao fogo alto até ferver a água, em seguida abaixe o fogo.
4. Cozinhe as batatas até ficarem firmes, porém macias (al dente). (para saber o ponto das batatas, faça o teste espetando com um garfo)
5. Depois de cozidas as batatas, escorra a água e deixe-as esfriar.
6. Em uma tigela média, coloque as fatias de batatas, o milho, o bacon, o creme de leite, a noz-moscada, o orégano o sal e a pimenta do reino. Misture bem, com cuidado, até que todos os ingredientes estejam homogêneos e bem envolvidos pelo creme de leite.
7. Unte com manteiga um refratário médio, e coloque no fundo, formando uma camada, a mistura de batatas.
8. Cubra as batatas com a muçarela ralada.
9. Faça mais uma camada com a mistura de batatas e cubra-a novamente com a muçarela. Repita esse processo até finalizar os ingredientes. É importante que a última camada seja a de muçarela, pois ela irá ao forno para gratinar.
10. Leve o refratário para o forno por aproximadamente 20 minutos, ou até perceber que o queijo está totalmente derretido. Sirva imediatamente, acompanhado de um belo arroz branco e uma salada de folhas.
E aqui está o livro de receitas que ganhamos da ABEAÇO: ótimas receitas!

Bom apetite!

Um ótimo dia à todos!
Beijos,
Cintya Maria