17/01/2013

Crumpets




Desde o início do ano ando bastante nostálgica.
E isso se deve ao fato de eu ter recebido apenas três cartões de Natal, porém muito especiais. Todos os três vieram de pessoas muito queridas, as quais conheci quando estive em terras Britânicas. E para fazer jus à fama da pontualidade e educação, todo ano, alguns dias antes do Natal a minha caixa de correio me traz essas preciosidades. Me considero uma felizarda! Pois eu simplesmente a-d-o-r-o receber (e enviar) cartões e cartas, mesmo que isso seja hoje considerado ultrapassado. Faço questão de preservar ainda hoje, dentro do possível, essas tradições. Seria esse o meu lado britânico? Talvez.
Entretanto, o que me entristece é que as pessoas daqui já perderam esse costume, pelo menos aquelas para as quais eu envio os cartões. O que eu geralmente recebo (quando recebo!) são e-mails de agradecimento, ou um sms e, mais recentemente, um recado no Facebook. A magia dos cartões se perdeu. E o carinho pelo outro foi devastado pela correria do dia-a-dia.
Para mim, receber um cartão significa muito mais do que somente o desejo de alguém expressado em um pedaço de papel. Significa que aquela pessoa se lembrou de mim e "gastou" o seu precioso tempo para escolher um cartão, uma mensagem e ainda postá-la. É um gesto, um ato de amor, por isso dou tanto valor!
E saber que, uma pessoa na altura dos seus 97 anos, que está do outro lado do oceano lembrou de você não tem preço! E me faz chorar... de alegria e de saudade, palavra esta que talvez agora eles lá entendam o que é quando tentei explicar!

E é por isso que hoje, para relembrar esses tempos, trago-lhes para o nosso five o'clock tea (o famoso chá das cinco da Inglaterra), uma receita tradicional Britânica. Pegue uma xícara do seu chá preferido e junte-se a mim.
Help yourself, dear! =)

Nota cultural: os Crumpets estão sempre presentes nos famosos e tradicionais chá das cinco dos Ingleses. São servidos mornos com muita manteiga ou geleia e, mais atualmente, com Nutella. Nos supermercados eles são encontrados prontos e existem infinitas marcas porém, não há nada mais saboroso do que tê-los feitos em casa e fresquinhos. A massa é bem aerada e macia... Impossível comer um só! (e eu devorava vários no meu café-da-manhã britânico...rs)



Crumpets
Receita DAQUI

350ml de leite (morno, não quente!) 
450g de farinha de trigo 
5g de fermento biológico seco (tipo Fermix) 
2 colh. (chá) de açúcar 
350ml de água morna 
1 colh. (chá) de sal 
1 colh. (chá) de fermento para bolo
Óleo de canola (para untar a frigideira) 

Preparo

Em uma tigela coloque o trigo, o fermento e o açúcar e misture com um garfo. Aos poucos vá acrescentando o leite morno. Você perceberá que irá começar a formar uma massa. Em seguida adicione metade da água morna e vá mexendo até começar a ficar mais líquida e homogênea. Continue acrescentando o restante da água (aos poucos) e mexendo. Somente pare de adicionar a água ao perceber que a consistência da massa está como a de um creme espesso e sem grumos. Esse é o ponto. Cubra a tigela com um plástico (filme) e deixe-a em um local abafado (eu coloquei dentro do microondas!..rs), para que a massa cresça e fermente, por +/- 1 ou 2 horas. 

Depois dessa pausa, retire o plástico da tigela e misture delicadamente o sal e o fermento para bolo. Em seguida, unte uma frigideira pequena com um pouco do óleo de canola e despeje a massa até cobrir o fundo da frigideira (como fazemos com a massa de panquecas). Aos poucos a massa irá começar a cozinhar e aparecerão furos* por toda a massa e esse é o charme da receita. Quando perceber que as bordas estão levemente douradas, vire delicadamente o crumpet do outro lado para cozinhar. Não deixe muito tempo (+/- 2 à 3 minutos), ou os furinhos da massa desaparecerão. Repita esse processo até acabar a massa.
Depois de prontos, coloque os crumpets sobre uma grade para resfriarem. E estão prontos!
Antes de servir, seja no café-da-manhã ou lanche da tarde, aqueça-os novamente no microondas ou em uma torradeira (na função "aquecer").
Sirva-os com manteiga, geleia ou Nutella e eles ficarão irresistíveis...

Aceita uma mordida???



*Nota: se a massa escorrer rapidamente sobre a frigideira, ela está muito fina, então acrescente um pouco mais de trigo. Mas, se ao começar a cozinhar os furos não aparecerem, ela está muito grossa e será necessário adicionar mais água morna.

Espero que tenham gostado!

Beijos e até mais!
Cintya Maria

6 comentários :

  1. A principio pareciam panquecas pois são parecidas.
    Gostei do aspecto e com nutella devem ser uma verdadeira delicia.
    Eu já comia uma.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Amiga, que perdição mais deliciosa!!! É... eu também recebi só um cartão! Acho que a gente podia fazer algo para que este hábito não se perca. Quem sabe a gente podia no fim do ano trocar endereços entre os blogueiros, vamos pensar! Ci, recebi seu e-mail e amei tudo que você escreveu, muito obrigada mesmo pela resposta. A criatura que vos escreve está enrolada com uns afazeres de fim de férias, mas eu quero muito escrever mais para você! Vou conseguir. Beijocas mil!!!
    Fabiola

    ResponderExcluir
  3. Eu também sou como você, Cintya, adoro receber cartões pelo imenso significado que ele traz. Comprar, escrever, selar, enviar..Tem todo um processo de carinho nesse ato. Uma pena mesmo que esse hábito tenha sido perdido no meio desse mundo informatizado que vivemos.
    Gostei da ideia da Fabíola, quem sabe consigamos resgatar esse hábito.
    Gostei muito desse paozinho, deve ser bem gostoso mesmo.
    BJ,
    Lylia

    ResponderExcluir
  4. oi Cyntia,sugestão ótima para o café da manhã bjs Rosinha

    ResponderExcluir
  5. Querida, tb ando meio nostálgica, tanta coisa mudou depois da informatização, lembramos de tanta coisa boa que se perdeu.
    Esses crumpets estão com uma carinha linda...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Eu li isso e me vi, pois é idêntico o meu pesar. Adoro receber e enviar cartões, mas me deixam no vácuo, na trusteza da não resposta.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e volte sempre!