10/09/2013

Challah na MFP

Testei mais uma receita de pão, que há tempos queria experimentar: o tradicional pão judaico Challah.
Para quem não conhece, "Challah (ou Chalá) é um pão trançado especial que é consumido no Shabat e nas festas judaicas, excluindo a festa de Pessach".
Essa foi mais uma receita que fiz na minha panificadora e, contrariando o preconceito que algumas pessoas têm pela máquina de fazer pão (MFP), o resultado obtido foi uma massa de textura extremamente macia e sabor delicado, o que me encantou e conquistou definitivamente. A única coisa pela qual fiquei chateada, foi não poder decorar o meu pão adequadamente, ou seja, com sementes de papoula. Aqui no interior de São Paulo e, creio eu, no Brasil todo, não conseguimos encontrar as tais sementinhas por aqui. =(
Quem sabe um dia, quando eu fizer novamente uma viagem internacional, eu consiga trazer essas tão sonhadas sementinhas...
Vamos à receita?

Challah
Receita do livro: 200 receitas de pães tentadores

175 ml de água
2 ovos batidos
50g de manteiga sem sal derretida
3 colh. (sopa) de mel
1 colh. (chá) de sal
500g de farinha de trigo
1 e 1/4 colh. (chá) de fermento biológico instantâneo

Acabamento
1 gema de ovo para pincelar
2 colh. (chá) de sementes de papoula para salpicar

Preparo na MFP
1. Retire a forma da máquina e encaixe  a pá de sovar.
2. Coloque os ingredientes da massa seguindo a ordem acima.
3. Encaixe de volta a forma no aparelho, feche a tampa e selecione o programa Massa.
4. Espere o ciclo terminar e coloque a massa em uma superfície enfarinhada.
5. Role a massa no formato de uma corda grossa, com cerca de 73 cm de comprimento.
6. Faça uma espiral frouxa e coloque-a em uma forma redonda e untada de 20 cm de diâmetro. Cubra com filme pvc e deixe crescer em local quente, por 45 minutos.
7. Misture a gema de ovo com uma colher (sopa) de água, pincele a superfície da massa e salpique a papoula.
8. Asse em forno pré-aquecido (200°C) por 30 minutos, ou até quando o pão estiver dourado. Desenforme-o e coloque sobre uma grade para resfriar.


10 comentários :

  1. Cintya querida saudades de vc amiga, bom estar de volta. Que belíssimo esse pão, já tinha ouvido falar desse pão, mas nunca o fiz, parece delicioso. Ficou muito lindo e o mel acho que faz toda a diferença né? A sementes de papoula acho que são proibidas aqui no Brasil, já procurei também, e nunca achei, acho tão lindinhas e dão todo o charme no prato. Beijocas, uma linda semana

    ResponderExcluir
  2. Ficou lindo Cintya! Hoje acho que vai sair pão aqui na minha cozinha também :)
    A venda de semente de papoula é proibida no Brasil. Tem que trazer de fora mesmo. Eu tenho um potinho,mas tenho tanto medo que acabe que quase nunca uso...haha...aloka!
    Bjos...saudades.
    Tania Minatel

    ResponderExcluir
  3. Oi Cintya, ficou lindo.A receita é sper simples e com um resultado fantastico.Adorei.Beijos e um lindo dia.

    ResponderExcluir
  4. Ficou uma maravilha.
    Obrigado pela sua explicação porquenão conhecia! :D
    Ficou lindo Cintya.

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia este pão mas gostei da ideia! bjks

    ResponderExcluir
  6. A semente de papoula nao aparece neste marailhoso pao. Deve e porque e proibida mas emente de gergelim ficou otimo.

    ResponderExcluir
  7. Ci! Essa máquina é maravilhosa, não é? Eu te disse... o pão ficou lindo! beijos mil
    Fabiola

    ResponderExcluir
  8. Cintya minha linda menina, como ontem não pude vir aqui estou eu hoje pra me encantar ainda mais com esse pão. Levando a receita comigo, tá?
    Achei divino!!!
    Bjinhos. Re

    ResponderExcluir
  9. Já fiz esse pão e adorei.
    Por aqui encontram-se facilmente esses sementes e gosto tanto delas.
    O teu pão ficou lindo mesmo sem as sementes
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Tenho uma resistência em fazer pão usando a máquina, mas seu pão ficou tão lindo que vou fazer e depois te conto e se ficar lindão como o seu então será mais um que irá para o "testar é preciso".

    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e volte sempre!